São Paulo

Do sub-17 ao principal em meses, Marquinhos tem ascensão meteórica

saopaulofc.net

Os são-paulinos que acompanham a base já conheciam o atacante Marquinhos, que vem sendo utilizado por Hernán Crespo e tomou a frente na disputa pela posição na equipe, entrando em campo nos dois jogos em que foi relacionado pelo profissional.

O ponta foi peça importante na vitória contra o Bahia, com um gol de Igor Liziero, no último lance do jogo. Contra o Racing, ele também entrou no final da partida, em uma tentativa do treinador de mudar a cara do seu ataque.

O que talvez alguns não saíbam, é que a ascensão de Marquinhos, entre base e profissional, pode ser considerada meteórica. No início do ano, o jovem era um dos principais jogadores do sub-17, que foi campeão da Copa do Brasil e da Supercopa da categoria. No sub-20, a promessa da base fez apenas três jogos, antes de ser promovido ao e ganhar chances na equipe principal.

Entre seu último jogo pelo sub-17, em 10 de fevereiro, e seu primeiro jogo pelo profissional, no dia 10 de julho, há o espaço de exatamente cinco meses.

Isso porque Marquinhos mostrou que estava acima do nível logo que chegou ao sub-20, marcando dois gols e dando duas assistências, nos primeiros dois jogos de Alex no comando do tricolor.

+ Peça vital do sub-20, Marquinhos é acostumado ao protagonismo
+ São Paulo renova com volante campeão da base

Essas subidas meteóricas são comuns na vida do jovem, que é monitorado pelo São Paulo desde o sub-10, quando atuava em diversas outras equipes, como o Embuense, Pequeninos do Jockey e Taboão da Serra., além de fazer parte das escolinhas satélites do tricoor. Pelo time de Taboão, Marquinhos foi o principal destaque do Paulista sub-11 de 2014, artilheiro do time com 12 gols em 15 jogos.

No São Paulo, Marquinhos também se destacou rapidamente, artilheiro do time na Peace Cup, da China, com 28 gols em oito jogos e no Paulistão da categoria, com 21 gols em 16 partidas. No sub-15 continou sendo o grande artilheiro da equipe, anotando 23 gol em 29 jogos no Paulistão. As artilharias, porém, ficaram no passado, Marquinhos desenvolveu seu futebol de uma forma muito mais madura, para levar o time sub-17 às duas conquistas de título na temporada passada.

A evolução para quem acompanhou a carreira de Marquinhos desde o sub-15 foi nítida. O jogador mudou técnica, tática e fisicamente, se tornando um atleta muito mais completo e funcional para o time e talvez por isso, tenha chamado tanto a atenção de Hernán Crespo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top