Automobilismo

McLaren derruba tabus gigantes após dobradinha no grande prêmio de Monza

Foto: Reprodução/Twitter @F1

Tabus foram derrubados pela McLaren no GP de Monza. Com a vitória de Daniel Ricciardo, a equipe voltou a vencer após nove anos. A última vitória havia sido no GP de Interlagos, que fechou a temporada 2012, quando Jenson Button chegou em primeiro. E com Lando Norris cruzando a linha de chegada em segundo, a escuderia inglesa voltou a fazer uma dobradinha depois de 11 anos, quando Lewis Hamilton venceu o grande prêmio do Canadá e Button completou a prova na segunda colocação.

Para se ter uma noção de quanto tempo levou para a equipe repetir uma dobradinha, Lewis Hamilton era apenas uma vez campeão do mundo, na própria McLaren. Ele deixou a equipe em 2013 e acertou com a Mercedes. Já Jenson Button ficou na escuderia inglesa até 2017, quando se aposentou, mas o seu melhor resultado foi um terceiro lugar no GP da Austrália em 2014.

A McLaren passou por uma grande crise nos últimos anos, mas desde 2020 vem se recuperando na Fórmula 1. Vale lembrar que a escuderia inglesa tem 12 títulos mundiais de pilotos, ficando atrás apenas da Ferrari, que tem 15, e oito conquistas de construtores, com a equipe italiana tendo 12 e a Williams nove. Foram 176 vitórias, com 16 pilotos diferentes e Ayrton Senna, com 35 triunfos, foi quem mais cruzou a linha de chegada na frente.

Com a dobradinha em Monza, a McLaren somou 44 pontos, pois Daniel Ricciardo fez a volta mais rápida, e ultrapassou a Ferrari no mundial de construtores, ficando na terceira posição, atrás apenas das poderosas Mercedes, líder da temporada, e Red Bull, que vem logo atrás do time alemão.

A próxima corrida será o GP da Rússia, na cidade de Sochi, que vai acontecer daqui a duas semanas, no dia 26 de setembro.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top