Esportes olímpicos

Com show de aéreos, Medina e Ítalo confirmam favoritismo e vão às semifinais do surfe na Olimpíada

Medina e Ítalo confirmam favoritismo e vão às semifinais na Olimpíada
Miriam Jeske/COB

O Brasil entrou bem nas quartas de final dos Jogos Olímpicos de Tóquio, na praia de Tsurigasak. Gabriel Medina e Italo Ferreira confirmaram o favoritismo em suas baterias e garantiram a vaga na semifinal do surfe, na noite desta segunda-feira (horário do Brasil). Silvana Lima caiu diante da numero um do mundo, Carissa Moore, do Havaí.

Diferente dos outros dias o mar de Tsurigasaki, estava muito mexido, com ondas melhores e maiores devido a aproximação de um tufão em Chiba, a cerca de 100km de Tóquio.

O primeiro a entrar na água foi o bicampeão mundial de surfe Gabriel Medina e, com a ajuda de um aéreo incrível, fez 15,33 pontos e bateu Michel Bourez, que fechou com 13,66, na segunda bateria. Enquanto Ítalo venceu o Japonês Hiroto Ohhara com facilidade, por 16.30 a 8.00.

Na segunda bateria, Medina deu um show de manobras e conseguiu encaixar um aéreo gigante e ficar com a nota nove. Na semifinal das Olimpíadas o brasileiro encara o japonês Kanoa Igarashi.

– A gente veio para cá achando que iria ter marola, mas estamos tendo altas ondas. Feliz de ter onda, porque dá mais oportunidades. Eu tive uma bateria boa e é continuar com essa vibe- declarou Gabriel Medina.

+Ao vivo: confira tudo sobre as Olimpíadas no ENM
++ Dias e horários dos jogos e competições das Olimpíadas de Tóquio

Confiante, Ítalo Ferreira se impôs desde o início da terceira bateria contra o Japonês, Hiroto Ohhara. Logo nos primeiros minutos , o brasileiro saiu na frente e aplicou um brilhante aéreo reverse e obteve a melhor nota (9,73) e o melhor total combinado (16,30) maior da competição até o momento.

Atual campeão mundial Ítalo Ferreira vai enfrentar Owen Wright, da Austrália, na semifinal.

Com show de aéreos, Medina e Ítalo confirmam favoritismo e vão às semifinais do surfe na Olimpíada
Miriam Jeske/COB

Silvana Lima é eliminada pela número do mundo nas quartas do surfe feminino

A surfista cearense Silvana Lima, de 36 anos, parou nas quartas de final das Olímpiadas de Tóquio sendo superada por Carissa Moore. A adversária da brasileira é campeã do circuito mundial em 2011, 2013, 2015 e 2019, e atual número 1 do ranking da WSL (World Surf League), e obteve um total de 14.26 contra 8.30.

Silvana Lima é eliminada pela número do mundo nas quartas do surfe feminino
Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top