Fortaleza

Mesmo após classificação na Copa do Brasil, Enderson prega cautela no Fortaleza: ‘Não é porque ganhou que está tudo certo’

foto: reprodução/tv leão

Nesta terça-feira (6), o Fortaleza garantiu sua vaga na terceira fase da Copa do Brasil ao eliminar o Ypiranga-RS na Arena Castelão por 1 a 0. Na coletiva pós-jogo, o técnico Enderson Moreira ressaltou a dificuldade do duelo contra os gaúchos, elogiou a atuação dos seus comandados, mas deixou claro que seu time ainda precisa evoluir em alguns aspectos do jogo.

“Futebol é um jogo difícil. Pegamos uma equipe organizada. O Júnior [Rocha] é um grande treinador. Time dele tinha extremos de muita qualidade, a gente tinha que atacar, mas também não podíamos dar muito espaço para os contra-ataques. A gente conseguiu, de uma certa forma, neutralizar bem as ações. Eles não tiveram chances tão claras, tirando uma ou outra bola cruzada. Tivemos boas oportunidades de abrir o placar, não só no primeiro tempo, mas no segundo também, em jogadas bem trabalhadas. E coube a vitória vir através de um gol de falta, o que é muito raro no futebol hoje. Temos que enaltecer”, pontuou.

“Ficamos felizes com a classificação. Não é porque ganhou que está tudo certo. Era um jogo muito difícil para a gente, já que tivemos uma batalha no sábado contra o Bahia e em pouquíssimo tempo a gente já enfrentar uma decisão tão importante para o clube e todos nós”.

Ainda falando sobre as dificuldades do confronto, o técnico tricolor fez questão de falar como são complicadas as primeiras fases da Copa do Brasil, por conta de ser jogo único, além de enfatizar o cansaço do seu time após a partida contra o Bahia no último sábado (3).

“A gente fica feliz pela classificação, que era o mais importante. Essas duas primeiras fases são muito complicadas, porque você vai ver outros clubes que conseguem classificação através de pênaltis. São jogos extremamente difíceis, exatamente por ser um jogo só, não tem como recuperar, tipo fazer um jogo ruim e tentar recuperar depois. Tanto o Caxias, como o Ypiranga são equipes bem montadas. Então temos enfrentado equipes bem montadas. Essa é uma grande dificuldade. A gente sabe que não conseguiu manter o mesmo ritmo que foi contra o Bahia, muito em função desse desgaste, mas são coisas que precisamos estar acostumados”.

Outra questão abordada na coletiva foi a falta de efetividade do ataque do Leão, que desperdiçou boas chances. Enderson elogiou a partida do goleiro rival, Deivity, um dos destaques da partida, e também falou que o time trabalhará na semana para corrigir os erros nas finalizações.

“A gente às vezes traduz a questão do ataque aos gols. Mas eu acho que o goleiro fez, pelo menos, umas três grandes intervenções. Podemos ter errado em algumas situações, mas foram bolas difíceis de defender. A gente vai continuar trabalhando para que os atletas melhorem o nível de finalização”.

Para fim, o gol da vitória saiu com um gol de falta de Yago Pikachu já na parte final do jogo. Perguntado se cobra um aperfeiçoamento dessa questão durante os treinos, o treinador confirmou que sim, além de exaltar outros jogadores nesta área, como Robson e Lucas Crispim.

“Sempre cobramos depois do treinamento os jogadores mais “virtuosos” nas questões de bola parada. Em jogo decisivo, é um lance que pode definir. Muito bom que foi hoje ao nosso favor, com o Yago [Pikachu] fazendo uma cobrança de muita qualidade. Temos outros jogadores com essa boa qualidade, como o Robson, Crispim, Carlinhos e Guedes. Acho que o Yago foi muito inteligente na decisão, porque não é fácil botar essa bola tão perto da área. Temos que parabenizá-lo por isso”.

O Fortaleza retorna a campo no próximo sábado, às 16h (de Brasília), quando visita o Confiança pelo último jogo da primeira fase da Copa do Nordeste. Já classificado, o tricolor briga, agora, pela liderança e quantidade de pontos, que são importantes para definir os mandos de campo na segunda fase.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top