Botafogo

Montenegro critica postura do Flamengo na pandemia: ‘Falta de sensibilidade’

O dirigente Carlos Augusto Montenegro, um dos integrantes do Comitê gestor de futebol do Botafogo, fez duras críticas à postura do Flamengo pelo que considerou tentativas de apressar a retomada do futebol. Em entrevista ao jornal “O Globo”, Montenegro se disse envergonhado com a postura do Rubro-Negro e chamou o pedido do rival ao governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, para utilizar a Gávea para a realização de partidas de “falta de respeito à vida humana” 

– Fico envergonhado. É uma falta de sensibilidade e respeito à vida humana. O Flamengo, que já passou por uma tragédia com os garotos, a respeito da qual foi colocado que houve uma falta de atenção, está querendo arriscar de novo a vida dos atletas? Que maluquice é essa de querer jogar? Por que o Carioca é a coisa mais importante do mundo? É ridículo o Flamengo acionar o governador, e o governador que está com coronavírus. Se fizer isso, ele (Flamengo) está preparando uma outra tragédia. Agora, calculada. A anterior foi o acaso. Ninguém imaginava. O Flamengo deveria ser, até pelo trauma, o primeiro a defender a quarentena, mostrando que aprendeu a lição. Muito triste isso – afirmou.

Botafogo e Fluminense decidiram estender as férias coletivas dos atletas e funcionários até o final do mês. Já Flamengo e Vasco aguardam um aval das autoridades ao protocolo médico criado junto à Ferj. O Rubro-Negro vê condições de dar segurança aos jogadores e profissionais, com  a adoção de todas as medidas de segurança descritas no protocolo. A diretoria rubro-negra sugeriu a realização de jogos na Gávea, com os portões fechados. 

Foto: Divulgação/Botafogo

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo