Ponte Preta

Moreno faz desabafo após derrota da Ponte Preta; leia palavra do técnico

Moreno faz desabafo após derrota da Ponte Preta; leia palavra do técnico
Crédito: Álvaro Júnior / AA Ponte Preta

Fábio Moreno fez desabafo contundente após derrota da Ponte Preta diante do Mirassol, na última quinta-feira à noite, no Estádio Moisés Lucarelli.

Criticado e pressionado por duas derrotas consecutivas no Majestoso, treinador comentou a respeito das dificuldades enfrentadas no comando da Macaca.

+ ‘Sinto-me respaldo pela diretoria’, cita Moreno após revés da Ponte Preta

“A gente questiona muito a parte emocional da Ponte Preta, mas só quem vive esse dia a dia sabe da responsabilidade que é e da dificuldade que é trabalhar aqui dentro por conta de toda a grandeza da instituição, da cobrança, da sua torcida e de todos. Muitas vezes, quando temos as vitórias, é relativizada. Quando temos as derrotas, parece que cai o mundo nas nossas costas. Estamos buscando fazer o melhor para Ponte Preta. Os atletas estão saindo, em todos os jogos, muito exaustos e lutando até o final”, pontuou.

“A gente, apesar dois reveses seguidos, não está acostumado a sofrer duas derrotas seguidas, mas ainda acreditamos no poder de recuperação da equipe. Essa mesma equipe fez boas atuações. Meses atrás, tínhamos vencido de sete o Figueirense. É uma das maiores goleadas da história da Ponte Preta. Então acreditamos que ainda podemos evoluir. Confiamos confia muito no grupo e esperamos que essa resposta já seja logo na partida contra o Ituano, porque ela já está logo aí e é uma grande oportunidade para readquirir a confiança das vitórias”, emendou.

PROBLEMAS

Também em coletiva de imprensa, Fábio Moreno analisou o que viu de negativo no tropeço da Ponte Preta frente o Mirassol, especialmente no setor ofensivo.

“Se você tiver uma visão um pouco mais ampla da nossa equipe, realmente, hoje, tivemos uma transição não tão boa. Ao longo da competição, em números de passes por minuto de posse de bola, somos o terceiro time. Então temos essa característica de toque de bola não tão lento, mas rápido. Se nós somos a terceira equipe que mais troca passe por minuto de posse, temos que crer que a nossa equipe troca passe com uma boa velocidade”, defendeu.

“Nessa partida, não foi o ideal. A gente procurou ajustar a equipe de acordo com o adversário. É um adversário muito qualificado. É um adversário que sempre no Campeonato Paulista dificulta bastante a vida não só da Ponte Preta, mas de todos os adversários. Basta só olhar a pontuação. O trabalho do Eduardo Batista é muito bom”, emendou.

TABELA

Com derrota diante do Mirassol em casa, terceira em quatro jogos nesta temporada, Ponte Preta segue estacionada em dez pontos, na terceira colocação do Grupo B, atrás da Ferroviária (12).

Em busca de reabilitação, Macaca volta a campo no próximo domingo, 02 de maio, diante do Ituano, no Estádio Novelli Júnior, às 22h15, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top