Flamengo

Morre aos 45 anos, árbitro que não enxergou gol do Vasco contra o Flamengo em 2014

Castanheira (amarelo) no polêmico lance em 2014. | Foto: Reprodução / Sportv

Na noite desta última segunda (13),o árbitro Rodrigo Castanheira, de 45 anos. Ele lutava contra o câncer, mas acabou perdendo a batalha para a doença. A informação foi confirmada pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj). Rodrigo era também professor de educação física.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

O árbitro ganhou os holofotes por um episódio negativo. Durante uma partida entre Flamengo e Vasco em 2014, ele não enxergou o gol do cruzmaltino. No lance o meia Douglas cobrou a falta, a bola bateu no travessão e ultrapassou a linha, mas Rodrigo não conseguiu enxergar. Na partida, o Flamengo venceu o Vasco por 2 a 1.

A gafe cometida por Rodrigo gerou revolta dos torcedores do Vasco, que o ameaçaram. Durante o episódio recebeu apoio da Federação, onde foi submetido a testes oftalmológicos, neurológicos e obteve o acompanhamento de um psicólogo, dois meses depois do ocorrido voltou a apitar.

Castanheira ingressou na Comissão de Arbitragem de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Coaf-RJ) em 2003 e permaneceu nos quadros até 2017. Em comunicado oficial a Ferj lamentou a perda do árbitro:

“Com profundo pesar, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro lamenta a morte do árbitro Rodrigo Saraiva Castanheira, de 45 anos, vítima de Câncer, nesta terça-feira (14/09). Ele entrou no quadro da COAF-RJ em 2003. A FERJ lamenta esta perda em seu quadro de arbitragem e se solidariza com parentes e familiares do árbitro”

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top