Futebol Internacional

Mourinho brinca e pede para Cristiano Ronaldo deixar a Itália: ‘Me deixa em paz’

John Walton / Via Imago Images
FOTO: John Walton / Via Imago Images

O técnico português José Mourinho aceitou o desafio de comandar a Roma, da Itália, e voltou ao país após 11 temporadas. O treinador saiu do futebol italiano em 2009/10, quando deixou a Internazionale para assumir o cargo no Real Madrid. Agora, em seu retorno ao país, Mourinho vai reencontrar Cristiano Ronaldo, que atua pela Juventus. Abordando a questão de agora ter o craque como adversário, o experiente comandante português fez uma brincadeira com seu compatriota e o pediu para deixar a Itália.

— Eu acho que o Cristiano Ronaldo tem que sair agora. Ele precisa encontrar um clube fora da Itália e me deixar em paz — disse Mourinho em tom descontraído.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Depois, falando com mais seriedade sobre esse reencontro, Mourinho garantiu que Cristiano Ronaldo segue sendo um jogador muito perigoso, mesmo aos 36 anos. Sabendo de todas as qualidades do jogador da Juventus, com quem trabalhou entre 2010 e 2013, no Real Madrid, Mourinho acredita que CR7 ainda é uma grande ameaça para qualquer adversário.

— Todos gostam de dizer que ele já não tem 25 anos, mas sim 36. Dizem que não faz mais 50 gols em uma temporada… mas quantos ele marcou? 35? Os números falam por si. Não preciso ficar acrescentando nada. O Cristiano Ronaldo sempre tem uma motivação extra, o conheço muito bem. Como somos adversários, precisamos ficar calados e não dizer nada sobre ele para não motivá-lo ainda mais. É muito forte mentalmente — finalizou Mourinho em entrevista à rádio britânica “Talk Sport”.

A próxima temporada será de muito trabalho para Mourinho, que tem o objetivo de recolocar a Roma no mais alto patamar do futebol italiano. Aceitando o desafio do clube da capital da Itália, o treinador enxerga a chance quase como um recomeço de sua carreira. Antes, Mourinho passou duas temporadas no Tottenham, mas não conquistou títulos.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top