Basquete

Mudança no protocolo contra Covid pode afetar rodada de Natal da NBA

Foto: tookapic/Pixabay

Às vésperas da famosa rodada de Natal, uma alteração nos protocolos da NBA contra a Covid-19 está sendo debatida entre os dirigentes da liga e o sindicato dos jogadores. Na contramão do aumento exponencial dos casos de infecção, as duas partes conversam sobre uma provável redução do período de quarentena dos contaminados para seis dias. Um teste para medição da carga viral também seria exigido. Medidas parecidas foram tomadas pela NFL, liga de futebol americano, com o objetivo de acelerar a volta dos atletas. Atualmente, as regras estabelecem o afastamento por 10 dias ou a apresentação de dois exames PCR negativos no espaço de 24 horas para o retorno às atividades.

A rodada natalina é sempre um evento à parte nos esportes dos EUA e, é claro, na NBA. Quatro jogos foram marcados para o sábado (25), além de um para a madrugada de domingo (26): New York Knicks x Atlanta Hawks, às 14h; Milwaukee Bucks x Boston Celtics, às 16h30; Phoenix Suns x Golden State Warriors, às 19h; Los Angeles Lakers x Brooklyn Nets, às 22h; e Utah Jazz x Dallas Mavericks, à 00h30 (todos os horários de Brasília). 

A mudança no protocolo pode ter um impacto significativo nos confrontos. Dentre as 10 franquias que jogarão na data, 39 jogadores estão indisponíveis por Covid, e somente Suns e Jazz não têm nenhum nome na lista. De acordo com as regras atuais e, dependendo das condições físicas, 10 deles poderiam voltar às quadras no Natal, incluindo Giannis Antetokounmpo, dos Bucks, e LaMarcus Aldridge, dos Nets.

No entanto, esse número pode aumentar caso a redução da quarentena seja confirmada. O novo protocolo abriria as portas para o retorno de mais 14 atletas. Nomes como Kevin Durant, Kyrie Irving, Trae Young, Jordan Poole, Andrew Wiggins e Immanuel Quickley teriam a chance de entrar em ação. A única estrela que está com a ausência certa é Luka Dončić, do Dallas Mavericks. Diante da rapidez da propagação da Ômicron, variante altamente transmissível da Covid, mais de 100 jogadores da NBA foram afastados em dezembro e nove jogos já foram adiados na temporada. De acordo com o comissário Adam Silver, cerca de 90% dos casos são decorrentes da nova variante. Por conta do surto, as equipes foram liberadas para assinarem contratos temporários de 10 dias com jogadores de fora da liga.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Em conjunto com a NBA, o sindicato dos jogadores anunciou na semana passada que vai aumentar o número de testes diários e intensificará o uso de máscaras, mas somente a partir de domingo, 26 de dezembro. Apesar de ter comunicado aos clubes que algumas partidas da rodada de Natal podem ter os horários alterados por causa da situação sanitária, Adam Silver declarou que a liga não planeja interromper a temporada e disse que “temos de aprender a conviver com o coronavírus”. Ele também reforçou que 97% dos jogadores estão vacinados e que 65% desses atletas tomaram a dose de reforço.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top