Bahia

Mugni é apresentado pelo Bahia e afirma: ‘Vou mostrar meu estilo e ajudar com o que tenho’

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

A mais nova contratação anunciada pelo Bahia na semana passada foi apresentada na manhã desta quinta-feira (21), no Centro de Treinamento Evaristo de Macedo. Lucas Mugni concedeu entrevista pela primeira vez usando a camisa Tricolor.

Mugni assinou contrato com o clube até o final de 2022. Ele, que vestirá a camisa 19, falou sobre a decisão de jogar pelo Bahia e também da polêmica envolvendo a Chapecoense.

– A verdade é que estava bem encaminhado [com a Chapecoense]. Eu e minha família queríamos voltar ao Brasil, que é um país que gostamos. Tinha o problema da fronteira fechada, não tinha voo. Tentei entrar no Brasil de carro, não podia. Teve um monte de problemas. Lucas [Drubscky] me ligou, decidi rapidamente que viria para cá. Com muito respeito, liguei para o treinador da Chapecoense, o Jair, com quem trabalhei, e contei a verdade. Era uma oportunidade muito boa, estou muito feliz de estar aqui, por isso me decidi em vir para cá – disse.

Mugni, que já teve passagem pelo futebol brasileiro quando atuou pelo Flamengo e também pelo Sport, afirmou que hoje é um jogador mais completo e que exerce a função de meia.

– Foi determinante como estava indo o futebol. Estava acabando aquele meia, que agora apareceu de novo. Se puxar alguns anos, ninguém jogava mais com aquele meia. Foi uma escolha minha. Ou muda para jogar ou se apega a posição. Isso foi determinante. No clube em que estava eu dizia que jogava onde o treinador precisasse. Assistia aos jogos para ver onde precisava melhorar, evolui muito em defesa, na marcação. Me tornei um jogador de meio-campo. Acho que sou mais completo ainda – pontuou.

Mugni apresentado no Bahia (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)

Com a saída de Thaciano, é provável que Mugni assuma o posto do ex-atleta. O novo contratado disse que gosta de ser o terceiro volante e que gosta bastante da posição.

– Gosto de ser o terceiro volante. Até com dois, sendo o segundo volante. Gosto dessa posição. Jogo por fora, mas gosto de voltar para a marcação, ser opção de passe e chegar com espaço na frente. Virei esse jogador. Sei que posso ajudar o time – disse sobre a posição antes ocupada por Thaciano.

E completou dizendo que sabe como Thaciano atuou bem vestindo a camisa do Esquadrão, mas afirmou: “Thaciano foi muito bem, mas já passou. Vou mostrar o que eu posso fazer“.

– Para mim é muito bom. Sei como que ele foi, foi muito bem e foi vendido. Vou mostrar o meu futebol, o que faço. Voltar para marcar, ajudar o time, chegar no ataque, dar assistência e fazer gol. Vou mostrar meu estilo e ajudar com o que tenho. Thaciano foi muito bem, mas já passou. Vou mostrar o que eu posso fazer – finalizou.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top