Ceará

‘Muito diferente daquilo que eu vi’, afirmou Dorival Júnior em apresentação no Ceará

O paulista Dorival Júnior, de 59 anos, foi oficialmente apresentado como novo técnico do Ceará, na tarde desta (29), em Porangabussu. Em coletiva, na sede do clube, o veterano treinador falou sobre a retomada da sua carreira, sobre seus novos comandos, novas contratações e muito mais:

Foto: Felipe Santos/Ceará SC

O paulista Dorival Júnior, de 59 anos, foi oficialmente apresentado como novo técnico do Ceará, na tarde desta terça-feira (29), em Porangabussu. Em coletiva, na sede do clube, o veterano treinador falou sobre a retomada da sua carreira, sobre seus novos comandos e novas contratações.

Logo de cara, Dorival falou sobre sua ausência do futebol desde o final de 2020 e contou o porque escolheu o Ceará, depois de recusar outras ofertas, ao longo desse período.

– Eu tive dois anos problemáticos. Em 2019, eu tive uma operação, e em 2021, o ano passado, eu tive alguns problemas pessoais. Então eu não tinha como, retornar naquelas condições. Porque eu tinha consciência, que não seria útil aos clubes, que tivessem acreditado nas minhas condições de estar à frente de uma agremiação ou outra. A partir de janeiro, tava tudo zerado. E aconteceu agora, um convite da diretoria do Ceará – comentou.

Dorival Júnior, técnico do Ceará

Em seguida, falou sobre o que espera à frente do seu novo clube e suas motivações no comando técnico do Ceará.

– Estou retornando, com a mesma motivação que saí desse cenário, há 1 ano e alguns meses atrás e preparado para um novo desafio, uma nova condição e tentando fazer o máximo possível, para que levemos esse clube a melhor campanha possível, ao longo desse ano – disse.

Dorival Júnior, técnico do Ceará

O treinador falou ainda que durante o período sabático, se manteve atualizado sobre o mundo da bola e continuou estudando:

– Acho que o que eu mais fiz da minha vida, foi ver e analisar futebol, nesses últimos meses. Porque eu acho que faz parte. É o que eu sempre fiz e faço com muito prazer. E acredito que tenha intensificado um pouco mais ou desenvolvido mais essa condição de análise. Pra mim foi importante. Eu tinha a necessidade de faze-lo, precisei, mesmo contra a minha vontade, mas não tinha um outro caminho – explicou.

Dorival Júnior, técnico do Ceará

Questionado sobre o momento ruim do Ceará, de eliminações significativas, Dorival comparou a situação do Alvinegro com a do Flamengo, quando chegou para treinar o rubro-negro carioca em 2018.

– Coincidentemente, eu enfrentei uma condição como esta, no Flamengo, em 2018. As pessoas questionavam o elenco do Flamengo, porque chegavam a semifinais de competições, e não conseguiam, de repente, o último passo, que seriam as conquistas. Eu disse, naquele momento que, a partir do instante que o Flamengo tivesse uma conquista, poderia ter uma sequência muito positiva de resultados, em razão de todo o trabalho que estava sendo desenvolvido dentro do clube. E o que eu observei aqui, em apenas 1 dia, é que o Ceará tá muito diferente daquilo que eu vi, alguns anos atrás – comparou.

Dorival Júnior, técnico do Ceará

Dorival ainda enfatizou que não cobrou reforços a diretoria do Ceará e que planeja trabalhar com o que tem.

– Eu não pedi reforços a diretoria. Eu quero trabalhar com o elenco que foi montado e acreditando que esse grupo possa nos dar uma ótima resposta – finalizou.

Dorival Júnior, técnico do Ceará

Além do técnico, chegam ao clube Lucas Silvestre, auxiliar técnico, e Celso de Resende, preparador físico. Pedro Sotero permanece no Ceará como analista de desempenho e integra agora a comissão fixa do clube.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top