Fluminense

Muriel projeta confronto pela Copa do Brasil, contra Atlético-GO e destaca: ‘As duas equipes vão entrar 100%’

Lucas Merçom / FFC
— Continua depois da publicidade —

Muriel concedeu entrevista para a imprensa, nesta terça-feira (15). Na coletiva, o goleiro destacou sua readaptação aos gramados e projetou o confronto da Copa do Brasil, desta quarta-feira, contra o Atlético-GO.

– É um adversário muito difícil. Nos últimos cinco jogos eles não perderam no Brasileiro e tivemos oportunidade jogar com eles recentemente. Fizemos um bom jogo e depois nós ficamos com um jogador a menos, que nos complicou e infelizmente não conseguimos manter a vitória. Mas ainda se tratando de Copa do Brasil, é um ingrediente a mais, onde ficam de lado estatísticas e a maneira de como o time está jogando. Será um confronto que, as duas equipes vão entrar 100%, sem pensar nos outros jogos. Então, temos que estar muito atentos. É uma equipe muito qualificada, com a bola parada muito forte. Além de Kayzer, Chico e Ferrareis. Ou seja, temos que estar atentos em todos os detalhes.  

Recentemente, Marcelo Pitalunga, arqueiro da base tricolor, foi vendido para o Liverpool, da Inglaterra. Muriel destacou o sucesso e os bons olhos, pelos quais os times do exterior sempre tiveram com o jovem de apenas 17 anos.

– Acredito que o Alisson deve ter contribuído com aquilo que ele viu. O Pitaluga está lá pelos méritos dele. Há muito tempo o Liverpool o observava. Conhecemos de perto o potencial que ele tem, o grande goleiro que ele é e, ainda mais, aquilo que ele vai alcançar. Além das quatro linhas, é um excelente garoto, de boa família, pé no chão, não é deslumbrado, trabalha muito. Tenho certeza que ele fará história no futebol. Ficamos muito felizes com isso. Fico feliz também que ele será companheiro do Alisson, que vai poder ajudar, acompanhar ele. É um menino que gosta muito de aprender, está sempre ouvindo. Fico muito feliz com o sucesso dele, é merecedor.

Trechos e pautas da coletiva:

Dificuldade de matar o jogo

Acredito que seja algo que não aconteça só aqui no Fluminense. Acho que é algo geral no futebol, principalmente no futebol brasileiro. Se nós acompanharmos a tabela do campeonato, está muito nivelado. Muitas vezes os times lá de cima estão perdendo ponto para os times lá de baixo. Então é algo natural do futebol. Quando conseguimos a vantagem, o outro vai se expor mais. Vão tentar de qualquer maneira buscar o empate. Ou seja, temos que buscar esse equilíbrio entre ter a frieza para defender e saber suportar bem, sem dar espaço para o adversário. Ao mesmo tempo, não podemos abrir mão do nosso jogo, de continuar propondo jogo, mesmo com a vitória.

Importância de não sofrer gols

Estamos dando sempre nosso máximo para não sofrer gols. Importante ressaltar uma característica que, desde que o Odair chegou a gente vem trabalhando muito. Todo o time vem se dedicando na marcação e compactação. Hoje, defender no futebol não faz parte apenas dos jogadores de defesa, mas de toda a equipe. Assim como, quando atacamos, damos nosso máximo para ajudar. Temos conversado muito para não sofrermos gols, mas infelizmente isso vai acontecer. É o objetivo do futebol. A outra equipe acaba dando seu máximo para fazer o gol e nós temos trabalhado muito. Acho que algo positivo para se apegar também na Copa do Brasil. Os dois jogos que fizemos dentro da nossa casa, não sofremos gols. Então a gente tem que se espelhar nesses jogos. Sabemos que a Copa do Brasil é um campeonato diferente. Nossa mentalidade é que cada jogo vire uma decisão.

Readaptação aos gramados pós lesão

Eu sou um cara que me cobro muito para sempre ter um alto nível de performance. Acho que fui muito feliz no ano passado. Infelizmente eu tive uma lesão no fim da temporada passada e atrapalhou um pouco no início desse ano. Mas nada determinante. Agora tive outra pequena lesão e acabei ficando alguns dias parado. Mesmo assim, acho que eu tenho feito alguns bons jogos e tentado ajudar o time. Creio que posso crescer ainda mais e buscar evoluir a cada jogo e treino que passam. E, de acordo com os jogos, vou pegando mais ritmo e as coisas vão acontecendo mais naturalmente.

Premiação da Copa do Brasil e salários

É o ingrediente a mais sim. Mas, no meu ponto de vista, ele não acaba dando mais motivação. Em uma decisão de Copa do Brasil, a motivação é vencer e colocar o nome do Fluminense mais uma vez na história. Então, a gente entra com foco máximo, buscando a vitória e em busca da classificação. Tudo que a gente fizer vai ajudar nesse lado o clube. Sabemos o que o Fluminense está passando, por toda reformulação e, mesmo assim, estamos muito felizes aqui. Sabemos também o empenho do presidente do Fluminense, que sempre foi um cara muito transparente com todos nós.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo