Futebol Feminino

Na ‘Era Pia’, Brasil está invicto contra o Canadá; Bruna Benites minimiza retrospecto e afirma: ‘agora é para valer’

Foto: Sam Robles/CBF

Falta pouco para a bola rolar e agora é mata-mata. A Seleção Brasileira feminina entra em campo nesta sexta-feira, às 5h (horário de Brasília), para enfrentar o Canadá, pelas quartas de final dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

Baseado no histórico recente, o Brasil leva vantagem contra as canadenses. Desde que Pia Sundhage assumiu o comando do Brasil, foram quatro jogos, com duas vitórias e dois empates. Apesar do retrospecto positivo, a zagueira Bruna Benites, que vem sendo escalada na lateral-direita, destacou que o jogo será bastante difícil, ainda mais por se tratar de um duelo eliminatório.

– Vai ser um jogo muito difícil como todos os outros foram. Enfrentamos o Canadá várias vezes recentemente e sempre foram difíceis. Agora em uma quartas de final de Olimpíadas, será ainda mais difícil. É um adversário que a gente conhece e que também conhece a gente, mas agora é para valer. Eu acredito que estamos preparadas, trabalhamos bastante e a equipe vem evoluindo. Ainda não estamos no nosso nível ideal, mas estamos bem perto disso. Expectativa muito alta para um grande jogo.

+ Brasil x Canadá: prováveis escalações, desfalques, onde assistir e palpites

Na vitória sobre Zâmbia, Pia Sundhage poupou algumas titulares, dentre elas a própria Bruna Benites, que entrou na metade do segundo tempo, no lugar de Poliana, que precisou ser substituída devido a uma pancada na cabeça. Para Benites, a utilização de jogadores que não estavam jogando, fortaleceu ainda mais o grupo para o mata-mata.

– Foi importante para rodar o grupo, para todas estarem no mesmo nível e sentir as Olimpíadas. Acredito que chegamos nas quartas de final bastante fortalecidas, com um grupo homogêneo, para que a gente possa fazer um grande jogo.

No confronto diante do Canadá, Pia Sundhage vai escalar o que tem de melhor. A provável escalação tem Bárbara; Bruna Benites, Érika, Rafaelle e Tamires; Formiga, Andressinha, Duda e Marta; Bia Zaneratto e Debinha.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top