Campeonato Carioca

Na estreia de Ramon, Cano faz três, Vasco tem boa atuação e bate o Macaé

Cano marcou os três gols do Vasco contra o Macaé neste domingo (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Com todos os poréns que se pode colocar em uma partida de futebol realizada em meio a uma pandemia e com os times voltando a atuar depois de mais de 100 dias de inatividade, o Vasco conseguiu uma ótima vitória sobre o Macaé. O 3 a 1 conquistado neste domingo, em São Januário, além de valer por manter o clube vivo no Campeonato Carioca, também foi importante por marcar a estreia de Ramon Menezes como técnico do time. E sua equipe já mostrou muitas características que não eram vistas no time de Abel Braga antes da paralisação do esporte.

Algumas coisas, como o faro de gol de Cano, que marcou os três do Vasco na partida, e a boa fase de Andrey, não mudaram, é verdade. Mas o setor ofensivo mais leve e rápido, e o time prezando pela posse de bola e pela troca de passes foi uma ótima novidade. Foi assim que o Cruz-Maltino construiu o placar no primeiro tempo e garantiu a vitória que fez o time chegar a 5 pontos na Taça Rio. O Vasco volta a campo na próxima quarta-feira, contra o Madureira, em São Januário. Para se classificar, o Vasco precisa vencer e torcer para o Volta Redonda fazer no máximo três pontos nos seus próximos dois jogos.

Vitória garantida no 1º tempo

Vitória que foi conquistada, basicamente, no primeiro tempo. Com ótimas atuações de Vinícius e Pikachu pelo lado direito, o Vasco chegou aos dois primeiros gols. Após tabela entre os dois, o lateral caiu dentro da área e o juiz viu, erradamente, falta no lance. Cano cobrou e marcou. Pouco depois. o jovem atacante fez jogada individual e tocou para trás. Pikachu fez o corta-luz, Benítez finalizou pressionado e Cano, de novo, escorou para o gol.

O Macaé praticamente não ameaçava o Vasco, até conseguir sua primeira finalização aos 35 minutos. Em cabeçada de Alexandro, Fernando Miguel foi obrigado a fazer um milagre. No entanto, na cobrança do escanteio, o goleiro falhou, saiu mal, e Jones mandou para as redes. Mas não deu tempo do time visitante se animar. Em mais uma jogada pela direita, Fellipe Bastos recebeu na entrada da área e tocou para Cano. O argentino, de primeira, marcou o seu terceiro na partida o oitavo na temporada.

Ramon faz testes

Com o time fora da sua condição física ideal, o técnico Ramon Menezes aproveitou o segundo tempo para fazer testes. Fez as cinco substituições as quais, agora, tem direito e fez mudanças táticas na equipe. Colocou Bruno César no meio, tentou Vinícius pela esquerda e Pikachu mais avançado. O time diminuiu o ritmo, apesar de quase conseguir ampliar com Andrey, que mandou na trave, e Cano, que perdeu um gol feito. Ficou de bom tamanho para uma volta do futebol antes do ideal.

ATUAÇÕES – VASCO:

Cano – 8,5: Teve 100% de aproveitamento nas finalizações no primeiro tempo e marcos três gols. No segundo, perdeu uma chance clara, mas ajudou a equipe coletivamente, recuando e ajudando a armar as jogadas.

Vinícius – 7,5: O jovem atacante foi incisivo desde o primeiro minuto e fez boas jogadas com Pikachu pela direita. Participou dos dois primeiros gols. No segundo tempo, foi testado na esquerda e caiu um pouco de produção.

Fernando Miguel – 5,5: Estava sendo pouco exigido, até ser obrigado a fazer um milagre em cabeçada de Alexandro. Mas, no lance seguinte, falhou feio e permitiu ao Macaé diminuir o placar.

Talles Magno – 5,5: Que pese a falta de ritmo de jogo, teve atuação um pouco abaixo dos demais do setor ofensivo. Segurou demais o jogo e perdeu algumas bolas.

Fernando Miguel – 5,0

Yago Pikachu – 6,5

Ricardo Graça – 6,5

Leandro Castan – 6,5

Henrique – 6,0

Andrey – 6,5

Fellipe Bastos – 6,5

Vinícius – 7,5

Benítez – 6,5

Talles Magno – 5,5

Cano – 8,5

Bruno César – 6,5

Cláudio Winck – 6,0

Marcos Jr – 5,5

Lucas Santos – 5,5

Raul – 5,5

Ramon Menezes – 7

FICHA TÉCNICA

VASCO 3 x 1 MACAÉ

Data-Hora: 28/6/2020, às 16h

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)

Assistentes: Daniel do Espírito Santos (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)

Público/Renda: Sem público.

Cartão amarelo: André RIbeiro e Wagner Carioca (MAC)

Cartão vermelho:

Gols: Cano, 12’/1ºT (1-0), Cano, 20’/1ºT (2-0), Jones, 35’/1ºT (2-1), Cano, 42’/1ºT (3-1)

VASCO: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Ricardo Graça, Leandro Castan e Henrique; Andrey (Raul, 35’/2ºT) e Fellipe Bastos (Marcos Jr, 16’/2ºT); Vinícius (Lucas Santos, 35’/2ºT), Benítez (Bruno César, 10’/2ºT) e Talles Magno (Cláudio Winck, 10’/2ºT); Cano. Técnico: Ramon Menezes.

MACAÉ: Jonathan; Filipe Formiga (Vinícus, 29’/2ºT), Vladimir (Anderson, 9’/2ºT) e André Ribeiro e Maranhão; Wagner Carioca, Jr. Santos, Gedeil (Ronan, 9’/2ºT) e Julinho; Jones (Luquinha, 20’/2ºT) e Alexandro (Richard, 29’/2ºT). Técnico: Charles de Almeida.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo