Campeonato Paulista

Nando Carandina pede superação ao Santo André no retorno do Campeonato Paulista

Daniel Augusto Jr./SCCP

Quando a pandemia do Coronavírus forçou a paralisação de todos os campeonatos, não só no Brasil, mas no mundo, o Santo André liderava o Campeonato Paulista, no seu grupo, o mesmo do Palmeiras, e também era o primeiro na classificação geral. Porém, a incerteza toma conta do Ramalhão neste momento de retorno e a pergunta que fica é se a equipe vai manter o nível de atuação que vinha tendo antes da parada. Nando Carandina acredita que sim, mas admitiu que será preciso superação.

“Acredito que vamos voltar bem. Claro que o tempo para treinarmos foi curto e provavelmente voltaremos sem o ritmo de jogo ideal de quando paramos. Mas nos preparamos bem nesses 20 dias que tivemos e teremos que nos superar durante as partidas quando o cansaço bater. É um momento estranho para todos. Infelizmente tudo aconteceu em um momento muito bom da nossa equipe, mas temos que superar as adversidades e fazer nossa parte que podemos conquistar grandes coisas no campeonato”, frisou o volante.

Em relação ao time titular que vinha atuando com mais regularidade antes da paralisação, deixaram o clube o goleiro Fernando Henrique, que acertou com o Brasiliense-DF, o zagueiro Luizão, que foi para a Ponte Preta-SP, o volante Dudu Vieira, que foi emprestado para a Ferroviária-SP, e Ronaldo, que se transferiu para o Sport-PE. Porém, Nando Carandina que os novos titulares vão dar conta do recado e suprir bem as perdas que o Santo André sofreu.

“Com certeza os jogadores que saíram foram muito importantes para nossa campanha e vinham muito bem. Mas como já tinha acontecido durante a competição, quem vinha entrando estava dando conta do recado e tenho confiança que isso acontecerá nesse reinício. Claro que em alguns momentos o entrosamento pode atrapalhar um pouco, mas treinamos bem e estamos preparados”, disse o jogador.

Outra perda muito sentida pelo Santo André será o Estádio Bruno José Daniel, que chegou a virar hospital de campanha ao combate contra o Coronavírus. Em cinco jogos na sua casa, o Ramalhão venceu quatro e perdeu apenas uma vez, tendo 80% de aproveitamento. Nando Carandina acredita que o fato de conhecer bem o gramado será algo sentido pela equipe por não poder mais jogar em seus domínios.

“Com certeza não contar com o nosso estádio é um fator ruim. Vínhamos bem em casa e, além de termos o apoio da torcida, era onde conhecíamos muito bem o tipo de gramado. Todos não terão torcida, mas alguns terão a vantagem de jogar no próprio estádio, que já conhecem bem como é o estilo do campo”, finalizou o atleta.

O Santo André volta a campo nesta quarta-feira (22), contra o Santos, na Vila Belmiro. O jogo acontece às 19h15.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top