Guarani

‘Não pode perder o foco’, alerta técnico do Guarani por pausa do Paulistão

'Não pode perder o foco', alerta técnico do Guarani por pausa do Paulistão
Crédito: Thomaz Marostegan / Guarani FC

A paralisação do Campeonato Paulista preocupa, há cerca de quatro semanas, a comissão técnica do Guarani.

Ciente das dificuldades impostas pelo calendário ainda mais apertado no recomeço da temporada, Allan Aal cobrou o elenco sobre concentração nos treinamentos diários para manter o nível de competitividade nos jogos futuros do Bugre.

+ Inscrito no Paulistão, Davó ganha elogios de Allan Aal no Guarani

“Estou procurando passar para os jogadores que a gente não pode perder o foco e não pode perder o objetivo, porque representamos um clube. Representamos uma torcida. Representamos uma camisa muito pesada. Nós temos que estar prontos aí para o retorno, seja ele na semana que vem, seja ele daqui dois dias e seja ele quando for. O grupo vem assimilando bem. Se tem uma coisa que o nosso grupo tem de qualidade é entrega no trabalho. É esse profissionalismo e esse respeito à torcida e ao clube”, pontuou o comandante, em coletiva de imprensa.

“Então a gente vem procurando, todos os dias, fazer o nosso melhor. Esperamos, no nosso retorno, ter o foco total e ter concentração total. Obviamente, você ficar um tempo sem jogar acaba criando alguns problemas, principalmente de ritmo de jogo. Como eu falei, estamos procurando sempre olhar o copo meio cheio e manter a nossa motivação sempre no máximo possível. Sabemos da responsabilidade que a gente tem. Sabemos do peso da camisa do Guarani e, principalmente, o tamanho da torcida apaixonada que nós temos”, emendou.

PROBLEMAS

As consequências trazidas pela interrupção do Campeonato Paulista no segundo ano consecutivo, graças ao agravamento pela pandemia, também foi pauta da entrevista do treinador do Guarani.

Contrário à pausa determinada pelo governador João Doria, em conjunto com o Ministério Público, a partir de 15 de março, Aal lamentou a indefinição do Estadual.

“Não é fácil. Esse é um ponto que você tocou que realmente não é fácil. Mesmo a gente estando no futebol há muito tempo, são situações inusitadas nos últimos dois anos, nesse ano e no ano passado, de questão de pandemia, de retorno ou não retorno aos jogos, de paralisação ou não paralisação de jogos”, finalizou.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top