Basquete

NBA: Atuações de Joel Embiid contra os Celtics mostram carência da equipe de Boston

Joel Embiid em partida contra os Celtics
Divulgação/ Twitter NBA

Na noite de ontem (06), o Philadelphia 76ers derrotou a equipe do Boston Celtics pela terceira vez na temporada, em três jogos que fizeram até aqui. Essa foi a primeira vez desde 2001 que Philadelphia ‘varreu’ os Celtics em jogos válidos pela temporada regular. Talvez o grande responsável pelo sucesso dos Sixers nesses jogos, Joel Embiid, teve média de 38,3 pontos por jogo contra os Celtics, expondo a dificuldade do time comandado por Brad Stevens no garrafão.

No primeiro jogo entre as equipes, Embiid somou 42 pontos, com 12 arremessos certos em 19 tentados. Na segunda partida, foram 38 pontos com 11/15 dos arremessos de quadra. Já ontem, no terceiro e último confronto, o pivô camaronês contribuiu com 35 pontos, em nove arremessos certos de 19 tentados.

Além da alta quantidade de pontos, o que vale destacar é o número de lances livres e da eficiência do camaronês nos jogos contra os Celtics. Ao todo nos três duelos, Embiid anotou 47 lances livres, já os celtas, no total, anotaram 45 lances livres. A falta de um pivô de ofício para Boston prejudicou muito o time na defesa, fazendo muitas faltas no jogador do 76ers, que resultaram em lances livres.

Ainda, sempre que esteve em quadra, o pivô de Philadelphia teve números positivos no plus/minus (eficiência), isto é, quando em quadra com o jogador, ow 76ers estiveram em vantagem no placar. Embiid somou, respectivamente, 15, 13 e 12 pontos positivos para a franquia nessa estatística nos três jogos contra o Boston Celtics.

CELTICS CONTRA OUTROS PIVÔS

Os números de Boston contra outros pivôs de destaque na liga também são ruins. Rudy Gobert e Nikola Jokic, dois dos melhores na posição cinco, também tiveram partidas de destaque contra os Celtics.

No único confronto entre as franquias até aqui, os Nuggets perderam para os Celtics, porém com excelente atuação de Jokic. No revés do dia 16/02, por 99 x 112, Nikola Jokic anotou 43 pontos, com 16 arremessos certos em 23 tentados e, embora a derrota por 13 pontos de Denver, quando o sérvio esteve em quadra, a vantagem da franquia do Colorado foi de dois pontos positivos.

Nikola Jokic em duelo contra o Los Angeles Clippers
Contra Boston, Jokic teve ainda 8/8 na linha do lance livre (Brian Rothmuller/Icon Sportswire via Imago Images)

Já contra Rudy Gobert, nos dois jogos já disputados, os Celtics perderam ambos. O pivô francês acumulou 18 pontos na primeira partida e 16 pontos no segundo. Quanto a eficiência de Gobert, no primeiro encontro (vitória do Jazz por 122 x 108), o jogador teve +23 de eficiência. No segundo duelo, na vitória por 117 x 109, Gobert teve um plus/minus de +14.

Rudy Gobert em duelo contra o Los Angeles Clippers
Nas partidas contra os Celtics, Gobert superou a própria média de pontos na temporada (Keith Birmingham/Imago Images)

PROBLEMAS NO GARRAFÃO

Embora os Celtics contem com peças importantes no time, como Jayson Tatum, Jaylen Brown e Kemba Walker, desde a saída de Al Horford a posição de pivô tem sido problemática para Brad Stevens. Nesta temporada, os Celtics trouxeram Tristan Thompson para reforçar o garrafão, mas o jogador tem apenas 22,5 minutos por partida, sendo que Robert Williams III tem começado os jogos como titular.

Jayson Tatum em partida contra os Clippers
Jayson Tatum é o cestinha dos Celtics na temporada, com 25 pontos por jogo (Keith Birmingham/Imago Images)

+ Trade deadline: Os vencedores e perdedores

Ainda, no fechamento da janela do período de trocas, Boston negociou Daniel Theis, que contribuía com o garrafão celta, em troca de Mo Wagner e Luke Kornet, o que, para os fãs dos Celtics, enfraqueceu ainda mais o garrafão da equipe.

Siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top