Futebol americano

Com entradas de Packers e Titans, Divisional Round da NFL começa neste sábado

Cameron Faulkner/Teenessee Titans

Chegamos ao fim de semana mais emocionante da temporada da NFL. Oito times disputando quatro vagas às finais de conferência. Na AFC, teremos Cincinnati Bengals @ Tennessee Titans e a reedição da última final da Conferência entre Buffalo Bills @ Kansas City Chiefs. Na NFC, também teremos reedição da final da Conferência, mais essa de 2020, entre San Francisco 49ers @ Green Bay Packers e o outro confronto será entre Los Angeles Rams @ Tampa Bay Buccaneers.

Os Bengals encaram os Titans neste sábado (22) às 18h30 (horário de Brasília) no Nissan Stadium em Nashville. Espera-se uma partida marcada pelo duelo da forte defesa dos Titans que gerou 35 sacks e 135 pressões ao quarterback no ano, usando quatro homens, e o quarterback de Cincinatti Joe Burrow. Burrow fez um jogo muito seguro semana passada contra o Las Vegas Raiders na vitória do wild card por 29 a 19. 244 jardas, 34 passes completos e dois touchdowns. Ele é um dos melhores da liga contra blitz, com 83.7 de QBR, terceira melhor marca da NFL.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram Facebook.

Vejamos se a combinação Ja’Marr Chase/Burrow funcionará mais uma vez. O wide receiver calouro passou das 100 jardas recebidas na semana passada e brilhou no ano com 1.455 jardas, quarta melhor marca da liga, e 13 touchdowns.

Os Titans terão a tão esperada volta do running back Derrick Henry, o grande motor do ataque de Tennessee. Henry está com 937 jardas terrestres, 10 touchdowns e uma média de 4,3 por carregada. Nas últimas três semanas da temporada regular, o quarterback do Titans, Ryan Tannehill, teve um QBR total de 79,4, terceiro melhor da NFL nesse período, lançou sete passes para touchdown e não teve uma única interceptação. Mas ele também fez muito no chão este ano, já que seus sete touchdowns corridos foram o segundo maior número de quarterbacks da liga, atrás dos 10 de Jalen Hurts. Então, a defesa dos Bengals terá que fazer um excelente nas trincheiras se quiser fazer algum estrago.

O jogo que fecha a rodada de sábado o Green Bay Packers recebe o San Francisco 49ers no gélido Lambeau Field às 22h15. As duas equipes se enfrentaram na temporada, mas na Califórnia e os Packers levaram a melhor em um jogo na semana 3 emocionante descidido no último segundo com um chute de Mayson Crosby. Será que os Niners dão o troco?

Os Packers buscam pelo segundo ano seguido uma vaga à final de Conferência e veem na conexão Aaron Rodgers e Davante Adams como a principal chave para o triunfo. Os dois tiveram 22 passes para conversão de primeira descidas na temporada, melhor marca e Adams está com números fantásticos. 123 recepções, segunda melhor marca da NFL, 1,553 jardas, terceira melhor marca e 11 touchdowns, quinta melhor marca. E Rodgers que mais uma vez disputa o prêmio de MVP com mais de 4,100 jardas (4,115) e 37 touchdowns enfrentará novamente seu time de infância. No último encontro, ele completou quase 70% dos seus passes para 261 jardas e dois touchdowns.

Os Packers ainda poderão ter os possíveis retornos de Jaire Alexander e Za’Darius Smith no setor defensivo.

Os Niners para ganhar a partida terá que trabalhar com maestria o jogo terrestre com o calouro Elijah Mitchell, Jeff Wilson Jr e companhia. Usar George Kittle em jogadas de bloqueio e passes screen ou slant, rotas curtas para Deebo Samuel e Brandon Aiyuk para ganhar jardas após a recepção. E evitar ao máximo que Jimmy Garopollo fique com a bola, porque quando teve tempo o quarterback de San Francisco lançou uma interceptação ridícula na vitória complicada contra os Cowboys semana passada.

Tampa Bay Buccaneers e Los Angeles Rams se encontraram novamente na temporada no domingo às 15h no Raymond James Stadium. No primeiro duelo, os Rams brilharam e forçaram a primeira derrota dos atuais campeões no ano, 34 a 24 na semana 3. Matthew Stafford lançou para quatro touchdowns naquele jogo, dois para Cooper Kupp, que liderou a NFL em todos os quesitos, recepções, jardas e touchdowns, 145, 1,947 e 16, respectivamente.

De lá para cá, os Rams foram com força no mercado e trouxeram os experientes Odell Beckham Jr e o linebacker Von Miller. Enquanto os Bucs perderam peças importantes como o receiver Chris Godwin com uma lesão no joelho, o tackle Tristan Wirfs e os running backs Leonard Fournett e Ronald Jones. Os Bucs não tiveram problemas contra os Eagles e venceu por 31 a 15, abrindo 31 a 0. Mas, os Rams também fizeram um jogo dominante contra seu rival da NFC West, o Arizona Cardinals e venceu por 34 a 11, abrindo 28 a 0.

Então, espera-se um jogo de placar elástico no sul da Flórida. Tom Brady um dos fortes candidatos ao prêmio de MVP terminou a temporada regular com mais de 5,000 jardas aéreas, 5,316, incríveis 43 touchdowns e 12 interceptações. Enquanto Stafford teve 4,886, 41 touchdons e 17 interceptações.

Finalizando o Divisional Round da NFL, teremos Kansas City Chiefs encarando o Buffalo Bills no Aaronhead Stadium na reedição do último título da AFC. O duelo dos times que passaram o caminhão no wild card com os placares mais elásticos. Buffalo trucidou o New England Patriots por 47 a 17 com cinco passes para touchdown de Josh Allen. Os Bills terminaram a partida sem ter punts, field goals ou turnover, em outras palavras fez o jogo perfeito.

Já os Chiefs bateram os Steelers por 42 a 21 com Mahomes brilhando com também cinco passes para touchdown e passando para pelo menos 400 jardas. Com essa marca, ele se tornou o primeiro jogador a alcançar o feio com menos de 10 interceptações na pós-temporada.

Os dois ataques são bem explosivos com médias de 28,4 para os Bills e 28,2 para os Chiefs de pontos por jogo.

Vale lembrar que os Bills venceram os Chiefs no local da partida de amanhã na temporada regular por 38 a 20 com grande partida do tight end Dawson Knox com 117 jardas. Allen teve 315 jardas e quatro touchdowns, um terrestre.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top