Lutas

Nina Nunes relembra problemas no parto antes de retorno ao UFC: ‘Não curti como deveria’

Amanda Nunes e Nina Nunes
Divulgação/Facebook Oficial UFC

Nina Ansaroff lutará neste sábado (10) contra Mackenzie Dern no UFC Vegas 22. Uma luta que trará muitas mudanças para a lutadora, a começar pelo nome, que passará a ser ‘Nina Nunes’, em homenagem à esposa Amanda Nunes.

A mudança do ‘nome artístico’ é também justificada pelo apoio dado pela brasileira à companheira. Em entrevista ao Combate, a americana afirmou que não conseguiu curtir a gravidez da primeira filha, Raegan Ann, por causa de diversos problemas.

— Não curti tanto quanto poderia a minha gravidez. Não comi por duas porque eu sabia que tinha que bater 52,2kg. Fiz dieta durante a gravidez, fiz exercícios. Tive um parto bem difícil. tive que tirar umas quatro semanas para me recuperar, tive cortes, perdi muitos pontos, perdi sangue… Tive infecções e cheguei a voltar ao hospital. Foram muitas coisas para me manter para baixo, mas isso foi motivador – disse a lutadora peso-palha.

— Não tive ajuda, era só eu e a Amanda. Deveríamos ter perdido ajuda, mas queríamos sentir isso, sabia? Nós decidimos ter uma filha. A família dela vive no Brasil e meu pai mora perto de nós, mas precisávamos sentir isso. Se a gente tiver outro filho, talvez a gente precise de mais ajuda. Especialmente se eu ainda estiver lutando. Mas estou feliz que fizemos dessa maneira – completou.

Nina voltará ao octógono depois de Amanda Nunes, que após o nascimento da filha, venceu Megan Anderson e comemorou ao lado da família mais um triunfo, E curiosamente a adversária também pausou a carreira para engravidar da filha Moa. Algo que a americana acredita que possa ajudar outras mulheres a começarem a gostar de MMA.

— Entendo totalmente o porquê de algumas mulheres não fazerem isto. Entendo que é difícil, como alguém diria ‘esquece, quero parar de lutar, vou me aposentar’. Mas isso vai alcançar um outro público. Um homem vai assistir a uma luta do UFC porque há mais homens fãs de MMA do que mulheres. Aí a esposa dele assiste e vê duas mães lutando e isso vai fazer dela uma fã, porque elas sabem como é difícil ter um filho, imagine competindo e treinando no mais alto nível – afirmou.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top