Campeonato Brasileiro

‘Ninguém é insubstituível’, comenta Vina após ter iniciado no banco contra a Chapecoense

Foto: Divulgação / Ceará SC

Após ter começado o jogo contra a Chapecoense, nesse domingo (13), no banco de reservas, pelo Brasileirão, o meia Vina, do Ceará foi perspicaz em uma resposta – ainda em campo – para um repórter. O meia não está jogando bem e vem sendo alvo de críticas, logo após o Ceará ter feito uma força para ele permanecer no clube, aumentando significativamente seu salário.

LEIA MAIS | Chapecoense e Ceará fazem jogo fraco e ficam no empate sem gols pelo Brasileirão

Quando foi perguntado como ele avaliava esse momento, Vina disse: “Ninguém é insubstituível. É a força do elenco, Jorginho hoje entrou muito bem, é um jogador que vem procurando espaço. Desde quando cheguei aqui no Ceará, sempre respeitei muito os outros jogadores da minha posição, que era o Baxola, Wescley, hoje é o Jorginho, Marlon. É um respeito muito grande”. Vina ainda admite passar por mau momento, mas crê que logo passa.

“Eu tenho a consciência que talvez não esteja em um bom momento, mas tudo que é bom passa, assim como os momentos ruins. É se fortalecer como ser humano, atleta, procurar evoluir para estar sempre ajudando o Ceará”.

Para saber tudo sobre o Ceará, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Com esse empate o Ceará chegou ao seu quarto ponto no Brasileirão, ocupando – neste exato momento – a 11ª colocação. Na próxima rodada, quinta-feira (17), o Vozão recebe o Bahia, no Castelão, reeditando a final da Copa do Nordeste.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top