Atlético-MG

No dia dos pais, torcida do Atlético tem um “novo papai” para agradecer

Foto: Bruno Cantini / Atlético

O Atlético foi um dos clubes que mais investiu no Brasil este ano. O clube já gastou mais de R$ 85 milhões e, durante a pausa por causa da pandemia, foi o único clube que fez grandes investimentos. Tudo isso tem um nome por trás: Rubens Menin.

Rubens Menin é um atleticano fanático, que faz parte do conselho do clube e é fundador da MRV Engenharia, uma das maiores empresas do país. Além da MRV, Menin também comanda outras empresas gigantescas, como o Banco Inter e a CNN Brasil.

O empresário tem uma fortuna avaliada em quase R$ 10 bilhões. O investimento no clube do coração começou quando ele doou um terreno de R$ 50 milhões para a construção do estádio do clube. Além do terreno, ele também ajuda com investimentos e com a MRV, comprará os naming rights do estádio, que terá o nome de Arena MRV.

Menin decidiu ser ainda mais ativo esse ano no clube. Ele é o principal investidor que está ajudando o Atlético a montar um forte time, com contratações caras e badaladas como: Keno, Junior Alonso, Savarino, Alan Franco, Léo Sena, Marrony e claro, o técnico Jorge Sampaoli. Todos esses são investimentos pesados do Atlético, que espera ter retorno tanto no campo, com títulos, quanto fora dele, em revendas.

Na reunião do Conselho do Clube na última semana, Menin falou sobre seus investimentos ao clube: “Não tem atleticano que não seja meio doido. Pude fazer essa doação ao Atlético, que constou no balanço. Nada de anormal se você doou o terreno nas condições legais. O Atlético não se disporia a fazer diferente, nem eu. E somou ao patrimônio do clube”

Ele também falou que caso o clube não consiga retornar o investimento, ele não irá cobrar:

— Nós estamos financiando para o Atlético. Não estamos dando de presente, estamos financiando sem juros e correção. O que acontece: os jogadores foram comprados, jogadores bons. Se um ou dois jogadores estourarem, serão vendidos. A gente não quer desmanchar o time, mas às vezes vende um e tal. Vende e paga. Sem stress, sem nada. E se não vender nenhum, o prejuízo é meu. Não vou cobrar do Atlético. Quando falam que o Atlético está “cruzeirando”, não é verdade, pelo contrário. O Atlético, com um time forte, dá mais renda, isso está provado.

Com todos esses investimentos, Menin ganhou o apelido de “Papai Menin” da torcida do Galo. A torcida abraçou o empresário e espera que os investimentos dele tragam um ótimo retorno ao clube, principalmente com a conquista do título do Campeonato Brasileiro, que aconteceu só uma vez, em 1971. Hoje, a torcida do Galo tem um novo pai para desejar um feliz dia.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top