Athletico

Nos pênaltis, Galo vence o Athletico e fica com título do Brasileiro Sub-20

O Atlético Mineiro venceu nos pênaltis o Athletico por 5 a 4 e ficou com a taça do Campeonato Brasileiro Sub-20. O Furacão que havia perdido de 2 a 1 na partida de ida, venceu por 1 a 0, com gol na reta final do duelo, marcado por Rômulo Cardoso, mas foi derrotado nas disputas de pênaltis. O Galo garantiu o primeiro título da categoria.

O jogo começou movimentado, digno de uma disputa de Campeonato Brasileiro e com o Furacão em cima do Galo, já que os donos da casa precisavam reverter a vantagem de um gol, conquistado pela equipe mineira na partida de ida. Logo no primeiro minuto o Athletico mostrou que ia pra cima, João Pedro aproveitou o espaço e chutou de fora da área, mas o goleiro Gabriel Delfim espalmou a bola que foi no canto e manteve o 0 a 0.

Após um início superior do Athletico, o Galo aos poucos foi mostrando suas garras. Com uma marcação forte e contra-ataques rápidos, os visitantes começaram a levar perigo ao goleiro Léo Linck. Aos 32’ após a defesa cortar o escanteio, Wesley pegou a sobra fora da área e acertou em cheio a trave e quase abriu o marcador e o meia do Galo queria jogo, no minuto seguinte ele tentou uma bicicleta e levou muito perigo para a defesa do Furacão que via os visitantes em vantagem e superior na partida. Na reta final, o Athletico teve outra ótima chance. João Pedro bateu uma excelente falta e a bola tocou na trave, mas saiu para fora.

A etapa inicial iniciou com o Galo melhor e querendo matar o duelo. Echaporã teve a chance de abrir o placar de cabeça, mas o goleiro Léo Linck fez uma boa defesa. As chances do Galo foram diminuindo, o Athletico foi sendo os donos das ações, mas a forte marcação das equipes foram travando o jogo. Kawan teve a chance de abrir o placar na reta final, aos 35’, após receber na entrada da área, o volante mandou uma bomba de fora, mas a bola passou muito perto e saiu raspando a trave.

Foto: Reprodução/Athletico

Quando a partida parecia estar no colo do Atlético Mineiro, o Furacão marcou o seu gol. Aos 40’ o goleiro Delfim recebeu um recuo, errou o domínio e Dudu roubou a bola, ajeitou para Rômulo Cardoso estufar as redes vazias do Galo e levar os jogos para os pênaltis. Rômulo havia entrado aos 20’ e marcou o gol do Furacão.


Nos pênaltis Romulo, autor do gol, abriu as cobranças para o Furacão e converteu sua cobrança. Pedro Henrique bateu para o Galo e também marcou sua cobrança. Iago bateu a segunda do Furacão e fez o gol. O zagueiro Micael bateu o segundo do Galo e fez o gol. A primeira cobrança perdida foi do capitão do Athletico, Edu bateu no canto esquerdo e Delfim defendeu. Vinicius bateu a terceira do Galo e fez o gol para dar a vantagem aos mineiros de 3 a 2. Kawan bateu a quarta do Furacão e fez o gol para empatar. Luiz Eduardo bateu o quarto gol do Galo e voltou a vantagem para os mineiros. Luan Patrick bateu a última do Athletico e converteu a bola. Guilherme Santos bateu a última bola do jogo, em um forte chute no meio, fazendo o quinto gol para dar o título para o Galo.

Escalação do Athletico

Léo Linck; Luca Caio, Edu, Luan Patrick e Raimar; Kawan , Ramon e João Pedro; Jajá, Vinícius Mingotti e Julimar. Técnico: Rafael Guanaes.

Escalação Atlético Mineiro:

Delfim; Talison, Hiago, Micael e Kevin; Iago, Wesley e Júlio César; Guilherme Santos, Echaporã e Giovani. Técnico: Marcos Valadares.

Para saber tudo sobre o Athletico e Flamengo, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top