Bahia

‘O grande segredo é entrega, se doar’, diz Guto Ferreira que faz um bom aproveitamento pelo Bahia

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Após o quarto jogo seguido sem sofrer gols, e coincidentemente, o quarto jogo sob o comando de Guto Ferreira, o treinador concedeu entrevista coletiva depois de bater a Chapecoense por 3 a 0, na Arena Fonte Nova.

Contente com atuação da sua equipe, Guto falou sobre essa marca defensiva e o ataque, com Gilberto e Rodallega.

— Eu acho que o segredo é o foco deles, entrega deles, espírito coletivo. Se notar, o jogo todo, a equipe teve várias vezes Gilberto combatendo, Rodallega combatendo. Entrega foi muito grande para atacar e defender. O grande segredo é entrega, se doar. Os jogadores estão extremamente focados para fazer o melhor. Se tiver o erro de um, o segundo corrige. Isso vem acontecendo, e espero que continue assim – disse o treinador.

Sobre a escolha do esquema tático 4 – 4 – 2, optando por Gilberto e Rodallega juntos, Ferreira afirma que foi “um plano B” e que “deu certo”.

— Nós optamos por esse plano B em cima do enfrentamento contra o modelo de jogo da Chape. Graças a Deus deu certo, tivemos uma semana para trabalhar bastante. É uma alternativa sempre. Agora, decidir o que vai fazer para próxima partida, jamais vou revelar. Fica a expectativa, posso repetir, e cada jogo é uma história. Hoje começamos a pensar no Ceará. Hoje a gente dorme bem, e amanhã acorda cedo com a cabeça no Ceará – comentou Guto.

O treinador rasgou elogios a Índio Ramírez e a Douglas Borel, que entraram no segundo tempo.

— Ramírez acho que mostrou o talento que tem. Ele ainda não está no melhor, notório que ainda falta bastante no aspecto físico. Mas é talentoso, jogador do drible fácil, visão diferenciada. É condicioná-lo da melhor maneira possível. Outro que entrou foi Borel, tem potencial e é destaque do sub-23. Tem só 19 anos. Entrou na linha da frente e, depois, com Nino desgastado, tínhamos a opção de trazer para trás. A entrada do Rodriguinho foi muito positiva. Ele, Ramírez e Rodallega trocaram passes. Muita qualidade – falou.

Falando de Rodriguinho, Guto Ferreira voltou a elogiar o camisa 10.

— Rodriguinho é muita qualidade. Você vê que no final do jogo ele trocou passes lindos com Ramírez e Rodallega. Por detalhe não fez o quarto gol. É talentoso, já entrou em partidas onde tivemos que usar ele e reter bola. Já entrou para tentar “pifar” companheiros. E hoje entrou com resultado feito, mais solto e teve muito próximo de fechar placar. Fez um jogo vistoso. Tenho certeza que o torcedor, hoje, gostou do toque de bola que os três proporcionaram. Nós praticamente empurramos o time da Chapecoense para a defesa – finalizou.

O próximo duelo do Bahia é contra o Ceará, jogo atrasado da 23ª rodada, nesta quarta-feira (27), às 19h, na Arena Fonte Nova.

CONFIRA OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA

Gilberto

— Maior artilheiro de um time nordestino na Série A. Que bom que pode nos ajudar até o final da competição. Depois é questão dele com o clube. Lógico que quero sempre trabalhar com ele. E ele tem seus projetos pessoais. Deus queira que eu possa sempre trabalhar com ele.

Douglas Borel

— Oportunidade no momento certo, sem jogar em cima dele responsabilidade. Neste momento, tem que assumir o papel de coadjuvante, como assumiu hoje. Hoje, Nino é protagonista, um dos jogadores que faz diferença no plantel. Borel é uma questão de tempo, amadurecimento. Está treinando com plantel principal, hoje entrou e sentiu o calor da torcida. Entrou com personalidade, fazendo o que vinha fazendo no sub-23. E o caminho é esse. Coloca, tira e, conforme vai mostrando o serviço, vai colocando mais. Agora, ele concorre com um dos protagonistas da equipe. Até que esteja consolidado, vai ter que superar importância de Nino. E tem Renan também. O importante é ter bons jogadores.

Ceará

— Equipe que marca muito forte, não desiste nunca, tem qualidade e muito difícil de ser batida. Eles vêm em uma sequência que perderam pouco. Vai ser um jogo muito difícil, embora o Bahia tenha tido felicidade esse ano de vencer o Ceará em duas partidas. Partida importantíssima, mais uma decisão, e a gente tem que minimizar erros. Estamos com todos anotados. É uma coisa interna nossa.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top