Destaque

Ônibus da Ponte Preta é apedrejado na saída do Moisés Lucarelli; veja vídeo

Ônibus da Ponte Preta é apedrejado na saída do Moisés Lucarelli; vídeo
Crédito: Diego Almeida / AA Ponte Preta

O ônibus da Ponte Preta foi apedrejado, nesta segunda-feira à noite, na saída do Estádio Moisés Lucarelli, após derrota diante da Internacional de Limeira pelo placar de 1 a 0.

Durante protesto e ataque dos ‘torcedores’ da Macaca, jogadores registraram, por meio das redes sociais, os momentos de aflição e tensão, além dos ferimentos causados pelos estilhaços do vidro – o volante Vini Locatelli foi o único atingido.

+ Ponte Preta se pronuncia sobre print com críticas a Yuri; leia nota oficial

Em massa, os atletas da Alvinegra publicaram, no Instagram, um nota de repúdio a respeito do tema.

“Repudiamos veementemente as atitudes covardes que supostos “torcedores” tiveram na saída do nosso ônibus após o jogo de hoje. Ameaçaram nossa integridade física e, diferentemente do que eles pensam, essa conduta não nos motiva. Exigimos respeito aos atletas e comissão da Ponte Preta, pois damos nosso melhor em prol do clube. Isso é inaceitável. Até quando teremos de lidar com ameaças absurdas no meio do futebol brasileiro? Basta!”.

Gorilão, ônibus da Ponte Preta, foi apedrejado no Moisés Lucarelli
Vini Locatelli foi atingido pelos estilhaços do vidro
Joelho de Vini Locatelli também foi atingido pelos cacos de vidro

Por meio da assessoria de imprensa, a Ponte Preta também se manifestou sobre os ataques ao ônibus oficial do clube.

“A Associação Atlética Ponte Preta repudia veementemente a ação absurda de pessoas que atacaram o ônibus da equipe após o jogo da noite desta segunda-feira e, entre outras ações, quebraram o vidro traseiro do ônibus, cujos estilhaços causaram escoriações nos atletas e feriram o meia Locatelli. A Ponte acionou as autoridades, está disponibilizando todas as imagens para a polícia e vai colaborar e atuar para que os responsáveis sejam identificados e exemplarmente punidos nas formas da lei”.

Segundo informações colhidas pela reportagem do Esporte News Mundo, David Martins, superintendente executivo de futebol e braço direito do presidente Sebastião Arcanjo, e Vini Locatelli marcaram presença em uma delegacia de Campinas.

Por lá, durante a madrugada de terça-feira, dupla registrou Boletim de Ocorrência, além de fazer exame de corpo de delito, cujo objetivo é mostrar as escoriações e os ferimentos no corpo do atleta.

REINCIDÊNCIA

Ter o Gorilão atacado por vândalos, na saída do Majestoso, tornou-se algo não tão raro na Ponte Preta. Em agosto de 2020, durante os primeiros meses de pandemia, situação se repetiu, depois de empate por 3 a 3 com o Vitória, em uma sexta-feira à noite, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

A atitude terrorista teve como consequência intervenção imediata da diretoria executiva em reunião emergencial no CT do Jardim Eulina, haja vista ameaça de debandada quase geral no elenco – na oportunidade, o goleiro Ivan foi um dos mais criticados por suposta falha no último gol do Leão, praticamente nos acréscimos do segundo tempo.

TABELA

Com resultado negativo em casa, o segundo em três jogos disputados, Ponte Preta estaciona em dez pontos, na terceira colocação do Grupo B, fora da zona de classificação às quartas de final – Ferroviária (11) e São Paulo (25) ocupam o G2.

Com tempo curto de recuperação e treinamento, Alvinegra volta a campo pelo Campeonato Paulista na próxima quinta-feira, 29 de abril, diante do Mirassol, novamente no Majestoso, a partir das 21h.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top