Flamengo

Opinião: Em clássico ruim, Flamengo consegue vantagem importante, mas segue devendo

Opinião: Em clássico ruim, Flamengo consegue vantagem importante, mas segue devendo
Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Quem esperava uma grande partida na noite da última quarta-feira (16), no Maracanã, saiu frustrado. O Flamengo esteve irreconhecível. Da defesa formada por Hugo, Matheuzinho, Fabrício Bruno, David Luiz e Filipe Luís, todo mundo jogou para o gasto. Desta turma, o melhor foi David Luiz.

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube.

Em algumas oportunidades, esta defensiva falhou e deu oportunidade ao Vasco para empatar e complicar a vida do Flamengo para as finais do Campeonato Carioca.

Se o Vasco tivesse um time um pouquinho melhor formado, a história seria outra, certamente. O meio de campo do Flamengo, formado por jogadores consagrados a exemplo de Willian Arão, Andreas Pereira, Arrascaeta e Everton Ribeiro, não conseguiu alimentar o ataque rubro-negro, que por sua vez esteve, também, irreconhecível.

Para se ter uma ideia do que foi o jogo, basta afirmar que o Flamengo começou de maneira violenta para brecar o Vasco da Gama desde o início. Com sete minutos de jogo, Andreas e Matheuzinho receberam cartões amarelos. O técnico rubro-negro começou a notar que o time não estava com a tranquilidade que ele esperava.

Neste primeiro tempo, ninguém fez nada para merecer pelo menos um gol. Aí, a sorte entrou em ação e deu uma penalidade máxima para o Flamengo. Anderson Conceição subiu dentro da área para tirar um cruzamento de cabeça e a bola bateu em seu braço. Gabigol, mais uma vez, mostrou que é um dos melhores cobradores de penalidades máximas do futebol brasileiro. O gol foi aos 41 minutos, mas o pênalti aconteceu aos 39. Vantagem rubro-negra no placar: 1 a 0.

O Flamengo não deixou o Vasco jogar neste primeiro tempo. O time de São Januário não chutou uma bola contra o gol rubro-negro neste primeiro período.

No início do período complementar, o Flamengo levou um susto, em duas oportunidades, quando Figueiredo, aos 3 e aos 12 minutos, obrigou o goleiro Hugo a realizar dois verdadeiros milagres.

Notamos que aos 31 deste período complementar, aconteceu mais uma falha perigosa entre o goleiro e a zaga rubro-negra. David Luiz estava na jogada, deixou a bola passar e quase pegou Hugo de surpresa.

O Flamengo não realizou uma partida que podemos chamar de perfeita, pelo contrário, faltou muita coisa para ser o Flamengo que a gente aprendeu a admirar.

O técnico trabalhou bem, colocou Rodinei no lugar de Matheuzinho, e João Gomes na vaga de Andreas, isto logo com 15 minutos do período final. Não parou aí, o técnico Paulo Sousa voltou a modificar o time da Gávea. Colocou Marinho no lugar de Everton Ribeiro aos 27 minutos, lembrando que no intervalo do primeiro para o segundo tempo, Bruno Henrique saiu contundido, e no lugar dele entrou Lázaro.

+ Gabigol marca de pênalti e Flamengo vence o Vasco na primeira partida da semifinal do Carioca

+ Flamengo inicia venda de ingressos para jogo da volta da semifinal do Carioca contra o Vasco; confira os valores

No finalzinho da partida, ele chamou Pedro e tirou Gabigol da equipe. A partida se arrastou até o minuto final.

Domingo tem mais, e a gente vai torcer para que possamos assistir as emoções de um verdadeiro clássico dos milhões. Hoje não foi um espetáculo brilhante. Pelo menos é esta a minha opinião.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top