Esportes olímpicos

Praia Clube, Osasco e Minas vencem a quarta seguida e dividem liderança da Superliga feminina

osasco comemora quarta vitoria seguida na superliga feminina
Foto: Guilherme Becker

Quatro jogos marcaram a quarta rodada da Superliga feminina nessa sexta-feira (21); outros dois foram adiados por conta de um surto de covid-19 nos clubes. Invictos, Osasco, Praia Clube e Minas seguem embalados na competição nacional e despacharam São José dos Pinhais, Pinheiros e Fluminense, respectivamente. Curitiba x Sesc RJ Flamengo e Brasília x São Caetano foram adiados para dezembro por conta do surto da covid-19 nos clubes.

Praia Clube, Osasco e Minas ainda não perderam na Superliga; veja os resultados

São José dos Pinhais 0-3 Osasco São Cristóvão Saúde (21-25, 15-25 e 22-25)

O time de Luizomar visitou as paranaenses e contou com atuação inspirada de Jaqueline para engatar a terceira vitória seguida por 3 sets a 0 na Superliga. A ponteira contribuiu com 20 pontos, tendo obtido 67% de aproveitamento no ataque e 58% na recepção positiva, e foi escolhida a melhor jogadora em quadra ao final da partida.

Do lado da equipe da casa, Carla – ex Minas e Praia Clube – teve 17 acertos e por pouco não conseguiu levar o clube paranaense ao quarto set, quando chegaram a abrir três pontos de vantagem no final do terceiro set. Mas as visitantes contaram com bom desempenho da sua defesa com Camila Brait e Jaqueline e conseguiram terminar a parcial na frente.

São José dos Pinhais: Bia 7, Larissa 5, Letícia Bonardi 2, Talia Costa 9, Dani Suco 4 e Carla 17. Técnico: Duda Nunes.

Osasco São Cristóvão Saúde: Karine 1, Jaqueline 20, Mayany 8, Roberta 3, Gabi Cândido 11, Tandara 5 e Bia 3. Técnico: Luizomar de Moura.

Praia Clube 3-0 Pinheiros (25-22, 25-18 e 25-15)

Líder da Superliga com 100% de aproveitamento, o atual campeão do Trofeú Super Vôlei e da Supercopa continua imbatível na competição nacional. O clube mineiro contou com atuação inspirada da dominicana Brayelin Martinez para bater o tradicional em sets diretos. Por sua vez, as paulistas seguem sem vencer no torneio e afundaram para a vice-lanterna, a frente apenas do São Caetano.

Praia Clube: Walewska 9, Brayelin Martinez 14, Claudinha 2, Monique 2, Michelle 1, Buijs 12, Carol 9 e Garay 10. Técnico: Paulo Coco.

Pinheiros: Adri Vilvert 2, Gabi Martins 8, Sabrina 1, Natalia Monteiro 7, Nandyala 4, Kimberlly 6, Priscila 11 e Alexia 3. Técnico: Reinaldo Bacilieri.

Minas 3-0 Fluminense (25-14, 25-14 e 25-23)

A equipe da capital mineira não teve piedade do Fluminense e despachou as cariocas em 1h13min de partida. A levantadora Macris foi o grande destaque do confronto, com a precisão e distribuição característica de sempre, e foi eleita com quase 30% dos votos do público de casa como a melhor jogadora em quadra.

Assim, o time de Nicola Negro subiu para a terceira posição na tabela de classificação, com 12 pontos ganhos, perdendo apenas para Osasco e Praia Clube no critério de desempate. Já o Tricolor das Laranjeiras segue sem vencer no campeonato e beira a zona de rebaixamento.

Minas: Gattaz 12, Macris 2, Pri Daroit 15, Thaísa 12, Kasiely e Cuttino 10. Técnico: Nicola Negro.

Fluminense: Rose 1, Julia Moura 7, Lazcano 4, Fran 4, Dayse 7, Natasha 1 e Bruna 7. Técnico: Hylmer Dias.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram e saiba mais da Superliga feminina

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

To Top