Mais Esportes

Ouro na Olimpíada Rio-2016, Thiago Braz é dispensado do Pinheiros

O Esporte Clube Pinheiros anunciou a rescisão de contrato com o medalhista olímpico Thiago Braz, ouro no salto com vara na Rio-2016. Com oito meses de antecedência do fim do contrato, o clube pagará a multa até o fim deste mês de abril. Thiago tem um dos maiores salários do Pinheiros e é o principal nome da folha de pagamento do atletismo.

O Pinheiros afirmou que irá arcar com a multa rescisória, que seria de 50% dos valores devidos até dezembro, como também vai garantir o pagamento do salário integral do mês de abril ao atleta, e que a rescisão poderia ser feita em qualquer período pelo clube. Além disso, elogiou a postura do atleta a frente das competições.

O saltador vivia em Fórmia, na Itália, onde treinava com o técnico ucraniano Vitaly Petrov, consultor do COB.

Nota oficial do Clube Pinheiros:

Comunicamos a rescisão do contrato do atleta Thiago Braz nesta semana. O esportista que mora na Itália é um parceiro consolidado do Pinheiros.

O Esporte Clube Pinheiros (ECP) irá pagar a remuneração integral deste mês de Abril para o atleta e também a multa pela rescisão do contrato que se encerraria em Dezembro de 2020. Importante frisar que a rescisão poderia ser feita em qualquer período pelo clube e estamos arcando com todos os custos.

Thiago Braz é um excelente profissional e admirado por todos os Pinherenses. As competências dele são notáveis e nós do Pinheiros temos ciência disso. Esperamos retomar em breve a parceria com esse importante atleta.

Diretoria do Esporte Clube Pinheiros

Foto: Divulgação/Cbat

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo