e-Sports

paiN Gaming vira sobre a Vorax e conquista seu terceiro título no CBLoL

Divulgação/paiN Gaming

A paiN Gaming conquistou mais um título de CBLoL ao derrotar a Vorax de virada por 3 a 1 e conquistar o título nacional após cinco anos.

A Vorax conseguiu uma vitória importantíssima no primeiro jogo com uma dominação total diante da paiN. Porém, os veteranos se adaptaram rapidamente à estratégia adversária e dominaram o segundo jogo.

Com o empate estabelecido, a terceira partida da decisão MD5 foi bastante equilibrada e decidida nos detalhes. No final de tudo, a paiN conseguiu se aproveitar mais diante dos erros da Vorax e venceu o terceiro jogo.

Tendo o match point nas mãos, a paiN Gaming fez justamente o que dela se esperava: dominou completamente a partida e impediu que a Vorax tivesse qualquer reação, controlando o mapa totalmente e fechando a série por 3 a 1.

JOGO 1

Image

O primeiro jogo da decisão ficou marcado por uma característica muito interessante em relação às estratégias. Pela composição da equipe, ficou claro que a paiN Gaming tentou impor seu ritmo em cima da Vorax buscando principalmente ações rápidas.

No entanto, os veteranos acabaram vendo os novatos da Vorax alternarem o jogo, com ações ainda mais rápidas e ações mais consistentes, principalmente devido às iniciações nas lutas que estavam muito bem coordenadas. Como já destacado em diversos momentos, a Vorax é uma das melhores equipes em termos de entrosamento.

O indicativo desta situação parecia estar presente desde a primeira luta, quando Luci conquistou o first blood a favor da paiN, mas logo foi abatido por fNb e viu CarioK ser eliminado por Krastyel. Na teamfight ocorrida aos 15 minutos, Yampi executou um ótimo ultimate em duelo que terminou 3-0 nas eliminações a favor da Vorax.

Em outra jogada de destaque, a paiN Gaming tentou gankar na rota inferior mas fNb estava atento e fez a eliminação em cima do Robo enquanto as torres seguiam sendo derrubas. Na batalha pelo barão na rota do meio, Matsukaze obliterou a paiN com triple kill em cima de Luci, Cariok e brTT, em mais uma iniciação de Yampi.

Após a primeira invasão na base, o Nexus da paiN ficou exposto e a partida se encaminhou para o fim. Houve um susto na falha de execução da jogada seguinte na tomada de decisão e a paiN sobreviveu por mais alguns minutos, mas a quantidade de minions dentro da base impediu que a equipe evitasse o segundo barão da Vorax, decisivo para a confirmar a vitória.

JOGO 2

Image

Diferentemente do início na série MD5, a paiN Gaming conseguiu reagir ao adversário por justamente conseguir impor seu jogo buscando adaptação no draft e contando com uma excelente atuação de Robo na rota superior.

A situação parecia que seria repetida com a Vorax executando o first blood com a eliminação em cima de Robo com quatro jogadores indo para cima na rota superior no level1. Contudo, a paiN Gaming demonstrou que estaria reagindo desta fez e Cariok executou double kill em cima de Yampi e fNb, aproveitando-se de mais um grande rendimento no early game.

Na primeira grande teamfight do jogo, a paiN Gaming demonstrou novamente que estava com rendimento muito melhor com a eliminação de tinows em cima de Matsukaze e a improvável escapada para conservar os jogadores e conseguir levar a segunda torre do jogo.

A Vorax tentou responder com nova eliminação em cima de Robo na rota superior, executado por Krastyel após forte pressão, mas não conseguiu diminuir o ritmo da paiN que conseguiu o Dragão do Oceano após erro de Matsukaze que não acompanhou a movimentação da equipe e foi eliminado por tinows.

O duelo pela conquista do Barão foi iniciado após Wos utilizar seu ultimate e perder o flash, a paiN Gaming resolveu arriscar mesmo sem que Cariok tenha resetado sua vida. Depois de um abate para cada lado, o objetivo foi abandonado até que brTT e Robo eliminaram Krastyel rapidamente e assim, conseguiram executar o Barão com double kill de Robo.

Em seguida, a Vorax tentou responder rapidamente ao tentar roubar o Dragão do Oceano, mas a paiN Gaming garantiu a vitória com um Ace e empatar a série.

JOGO 3

Image

Como esperado, o terceiro jogo foi marcado por diversas alternâncias e muitos erros fatais de ambas equipes, os quais também podem ser chamados de “entregadas”, principalmente na reta final.

A Vorax tentou novamente impor ritmo para cima da paiN Gaming no early game e conquistou o first blood, mas os adversários conseguiram administrar bem o início do jogo e controlou boa parte do mapa, levando o Dragão sem nenhuma resistência.

O jogo começou a ganhar mais ritmo a partir dos 15 minutos com a primeira teamfight que culminou no triple kill de brTT. Apesar disso, o principal ponto à ser observado na jogada é focar em mais uma grande jogada de Luci, travando as iniciações do suporte Wos e evitando que Seraphine fosse impactada.

Em lance decisivo do jogo, a Vorax resolveu iniciar o Barão mesmo com um jogador a menos e acabou pagando caro. Wos fez uma entrada espetacular, mas brTT ficou livre e Luci foi mais uma vez determinante em teamfights ao cortar fNb e travar novamente as ações adversárias para levar o objetivo e um Dragão.

A paiN Gaming tentou encaminhar a vitória ao invadir a base com o Barão, mas Krastyel acertou em cheio seu ultimate e deu uma sobrevida à sua equipe (levando-se em consideração que fNb não conseguiu ser eliminado) e conseguindo cancelar os efeitos do Barão.

Na grande teamfight pelo segundo Barão, brTT teve liberdade e executou flash imediato para sair do combo do ultimate adversário para conservar sua vida. O Barão foi iniciado, mas a paiN resolveu sair do covil para tentar eliminar a Vorax novamente e acabou pagando caro pois fNb teve acesso o acesso que desejava na backline.

Ao tentar invadir a base adversária com o Barão, a Vorax acabou sendo obliterada no contra-ataque, principal trunfo da equipe durante a temporada. Contudo, cabe ressaltar que a Vorax tomou mais uma decisão errada de fNb em gastar todo seu ultimate em cima de Robo, na jogada que garantiu a vitória da paiN Gaming.

JOGO 4

Com a paiN Gaming tendo chance de finalizar a série MD5 no quarto jogo, a expectativa era de que a Vorax conseguisse reagir e finalmente aplicasse pressão no early game para repetir os acontecimentos do primeiro jogo da série.

Porém, vimos nos primeiros 15 minutos um domínio da paiN Gaming em objetivos com a conquista do primeiro Dragão e controle do mapa inteiro sendo dominante em todas as rotas, além de uma considerável vantagem no ouro acumulado com pouco tempo de jogo.

Com 22 minutos de jogo, a Vorax conseguiu abrir a base ao destruir as torres da Tier e precisava apenas de uma grande batalha para encaminhar a vitória e o título. A luta aconteceu aos 26 minutos com a paiN indo para cima da Vorax para expulsar os adversários na rota do meio e conquistar o Barão (executado por brTT).

A vantagem não ficou maior porque a Vorax cehgou aos poucos na batalha pelo Barão e fNb diminuiu os danos. Mas não foi o suficiente para evitar o que parecia inevitável. A paiN Gaming invadiu a base com muita calma e conseguiu fechar o jogo para garantir o título.

Agora, a paiN Gaming representará o Barasil no Mid-Season Invitational 2021, que será disputado presencialmente na Islândia entre os dias 6 à 22 de maio.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top