Campeonato Paulista

Palmeiras segue sem fazer gols contra o São Paulo no gramado sintético do Allianz Parque

Abel Allianz Parque
Primeiro duelo da decisão foi marcado pelas pouca ofensividade das equipes Foto: Cesar Greco/Palmeiras

O primeiro duelo da final do Campeonato Paulista envolvendo os rivais Palmeiras e São Paulo terminou sem gols no Allianz Parque, nesta quinta-feira (20). Este já é o terceiro encontro seguido em que o Verdão não consegue balançar as redes do rival em sua casa. Curiosamente, estes três ocorreram justamente depois da implementação do gramado sintético na arena, que ocorreu no começo de 2020.

Antes, com o grama natural, a história era diferente. Desde o primeiro Choque-Rei ocorrido no estádio, em 25 de março de 2015, foram oito vitórias consecutivas sobre o seu vizinho da Barra Funda. Além disso, foram impressionantes 24 gols marcados e apenas 4 sofridos até a quebra do tabu, com placares elásticos e gols por cobertura marcantes, como os de Robinho em 2015 e Dudu, em 2017.

Leia também:

+“Os dois times se anularam”: João Martins diz que jogo foi espetáculo de tática

+Choque-Rei decisivo tem histórico extenso de rivalidade e finais na base

No meio do caminho, houve a eliminação do Palmeiras para o São Paulo no estádio, na semifinal do estadual em 2019. Com o 0 a 0 no placar, a vaga para a final foi decidida nos pênaltis, com maior êxito tricolor. Mesmo assim, a primeira vitória da equipe no estádio só foi ocorrer em 10 de outubro de 2020, quando Reinaldo e Vitor Bueno decretaram o fim do tabu são paulino. Este jogo foi exatamente o primeiro Choque-Rei realizado com o novo gramado do estádio.

Neste ano, com um time totalmente reserva devido ao calendário insano proposto ao Alviverde, mais uma derrota: 1 a 0, com o tento anotado por Pablo. Agora, com o resultado desta quinta-feira, mais uma vez o time que costumava castigar o rival neste campo, não conseguiu marcar gols.

Parece que a maré de derrotas e goleadas sofridas pelo São Paulo mudaram neste momento com o novo gramado. Isso, obviamente, não justifica essa “seca” palmeirense, mas é uma coincidência marcante dessa reviravolta no cenário do clássico no Allianz Parque.

Para saber tudo sobre o Palmeiras, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Nesta quinta, o clima tenso de decisão acabou pesando, e os dois finalistas pouco se propuseram a atacar. Agora, com este 0 a 0, quem vencer no Morumbi no domingo (23) será campeão e, em caso de empate, a disputa de pênaltis, tal como em 2019, decretará quem será o dono do Estado de São Paulo em 2021.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top