Esportes olímpicos

Paralimpíadas dia 3: Brasil conquista mais quatro medalhas, com primeira prata no Hipismo; veja o resumo do dia

Rodolpho Riskalla levou a prata. Foto: Wander Roberto/CPB.

O segundo dia de disputas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio repetiu o primeiro em quantidade de medalhas para o Brasil, que se mantém no top-10 do quadro. Dessa vez, as medalhas vieram na Natação, na Esgrima e nos Hipismo.

Confira como foi o dia de competições para o Brasil:

Ciclismo de Pista

O primeiro brasileiro a competir na modalidade foi Carlos Alberto Gomes, que participou da bateria de classificação dos 3000m C1, mas acabou na 10ª e última classificação, com um tempo de 4min26seg763 e não brigou por medalhas.

No Relógio 1km C4-5, Lauro Chaman fez um tempo de 1min06seg421 e ficou em 9º, e André Luiz Grizante terminou em 21º e último, com 1min12seg640.

Esgrima em Cadeira de Rodas

Na Espada Categoria B, Jovane Guissone conseguiu um grande resultado ao vencer quatro dos cinco jogos da fase de grupos. Na sequência, dominou nas quartas e semifinais, mas perdeu para o paratleta do Comitê Paralímpico Russo, Alexander Kuzyukov, e levou a medalha de prata.

Goalball

Após golear a Lituânia na primeira rodada, o Brasil conheceu sua primeira derrota na modalidade. Dessa vez, ao enfrentar os Estados Unidos, os brasileiros até saíram na frente, mas foram dominados e perderam por 8 a 6 para os americanos

O Brasil retorna às quadras na manhã desta sexta-feira (27), às 8h30 (horário de Brasília), para enfrentar a Argélia pela terceira rodada da fase de grupos.

Halterofilismo

Na categoria Masculina até 54kg, Bruno Carra falhou nas três tentativas que teve de levantar 157kg e acabou em 8º e último colocado. Também entre os homens, mas até 49kg, João Maria França conseguiu levantar nas duas primeiras tentativas, de 139 kg e 144kg, respectivamente, mas falhou na última, de 157kg, e terminou na 6ª colocação.

Já no Feminino até 41kg, Lara Aparecida representou o Brasil e teve sucesso na primeira tentativa de levantar 88kg, mas não conseguiu nas duas seguintes, de 92kg e 96 kg, e ficou em 7º lugar.

Hipismo 

A modalidade foi outra que rendeu medalha para o Brasil. No Adestramento Paraequestre Grau 4, Rodolpho Riskalla levou a prata após conquistar uma pontuação total de 74,659. 

Natação

A equipe formada por Patrícia Santos, Daniel Dias, Joana Maria e Talisson Glock conquistou a medalha de bronze para o Brasil no revezamento 4x50m livre 20 pontos. Os brasileiros fizeram um tempo de 2min24seg82, apenas sete centésimos à frente da equipe da Ucrânia.

Nos 100m livre S5 Masculino, Daniel Dias conquistou o bronze e sua 26ª medalha paralímpica na carreira. Daniel não teve um início tão forte, mas na reta final conseguiu acelerar e fez um tempo de 1min10seg80.

Estefhany Rodrigues fez o 12º tempo e Susana Schnarndorf ficou em 16º nos 100m livre S5 Feminino. Joana Neves foi para a final, mas terminou na 8ª colocação.

Eric Tobera ficou em 9º nos 100m livre S4 Masculino, Matheus Rheine foi para a final dos 400m livre S11 Masculino e ficou em 5º, assim como Ruan Felipe de Souza nos 100m peito SB9 Masculino. Talisson Glock foi outro que participou da final, desta vez nos 200m medley SM5, e terminou em 6º.

Tênis de Mesa

Carlos Alberto Junior, Israel Stroh, Joyce de Oliveira, Bruna Alexandre e Cátia Oliveira ganharam seus jogos na madrugada desta quinta-feira na modalidade.

Veja como ficou o Quadro de Medalhas:

Quadro de Medalhas do dia 3. Imagem: Esporte News Mundo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top