Lutas

Patricky Pitbull analisa rival irlandês no Bellator e mira disputa de cinturão

Patricky Pitbull
Divulgação/Bellator MMA

Uma das atrações do Bellator 256, nesta sexta-feira (7) será o brasileiro Patricky Pitbull. Um dos líderes da Pitbull Brothers, o peso-leve irá enfrentar o irlandês Peter Queally. Em jogo, a chance de seguir sonhando em conquistar o cinturão da categoria até 70kg da organização.

É a primeira luta do potiguar pelo Bellator desde fevereiro de 2019, quando venceu Ryan Scope e também a primeira desde seu último combate, a derrota para Tofiq Musayev pelo Rizin. Patricky prontamente analisou Queally e o que acredita que deve ser a estratégia para vencer a luta.

– Ele é muito bom de falar, mas ele parou com isso recentemente. Acho que agora ele viu que não tem mais para onde correr. Ele aguenta porrada, mas não é excelente em nada. Me vejo melhor do que ele tanto em pé como no chão e acho que posso nocautear ou finalizar. O mais importante é vencer, mas irei aproveitar as oportunidades que surgirem. Espero vencer bem, quero ter um 2021 mais ativo e terminar o ano como campeão – declarou o brasileiro.

O atual dono da categoria dos leves é o irmão de Patricky, Patrício Pitbull. Mas seria óbvio que não haverá uma luta intrafamiliar pelo título. Portanto, o potiguar espera que a chance de tentar o cinturão dos leves do Bellator venha com outro rival.

– O Patrício já disse que, se for para eu disputar o cinturão, ele vai deixar vago. Faz sentido. Ele não subiu para ficar na categoria, só subiu para enfrentar o Michael Chandler. Ele queria até defender antes de vagar, mas a pandemia mudou tudo. Ganhando essa chance, a luta que faz mais sentido é contra o Brent Primus. Somos os dois tops do ranking e ele já foi campeão, É a luta que fez sentido, eu contra ele. Mas um passo de cada vez. Primeiro é vencer o Peter e depois focar na próxima luta – comentou.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top