Guarani

Paulista valoriza empate do Guarani com Sampaio: ‘Somar é importante’

Paulista valoriza empate do Guarani com Sampaio: 'Somar é importante'


Daniel Paulista evitou adotar discurso de lamentação e valorizou empate sem gols do Guarani diante do Sampaio Corrêa, na última terça-feira à noite, no Brinco de Ouro da Princesa.

Ao realizar análise do confronto, treinador reconheceu postura extremamente defensiva do rival maranhense para segurar o Bugre e lamentou cansaço pela maratona de jogos.

+ Guarani empata sem gols com Sampaio Corrêa e segue no G4 da Série B

“A questão de desgaste e do cansaço eu acho que todas as equipes vêm enfrentando esse dificultador do momento da competição e da sequência de jogos, mas a gente não tem como definir se isso foi o determinante para que não conseguisse ter um pouco mais de criatividade ali no setor ofensivo e criar mais oportunidades. Acho que a equipe se portou bem e fez o jogo que de costume se faz”, pontuou o comandante, em coletiva de imprensa.

“É lógico que faltou um pouco mais de inspiração, principalmente na última bola e no terço final do campo, onde a gente poderia ter trabalhado um pouco melhor e ter chamado um pouco a responsabilidade mais individualmente, mas é um processo do jogo. É salientar que nós enfrentamos uma equipe que tem uma postura defensiva muito interessante. Desde o início da competição, o Sampaio (Corrêa) se caracteriza por ser essa equipe que faz muito poucos gols, mas também leva muito pouco. Sofre muito dentro das partidas, mas sofre muito poucos gols”, continuou.

“Mais uma vez, ficou provado isso. Conseguiu segurar a nossa equipe. Mesmo assim, nós criamos algumas oportunidades e bola na trave. O goleiro, em alguns momentos, fez grandes defesas. É uma situação que a gente tem que continuar trabalhando. O objetivo era vencer. Não conseguimos, mas levamos um ponto para casa. Em campeonato competitivo como é, em determinados momentos você estar somando é sempre importante”, emendou.

HOLOFOTES

O viés de alta na Série B do Campeonato Brasileiro, com quatro vitórias e dois empates nas seis últimas rodadas, faz Guarani ser melhor estudado pelos adversários.

“Eu acho que o Guarani passou a chamar mais atenção dentro da competição pela boa campanha, pelos números e pelo rendimento. É lógico que os adversários, com certeza, vão estudar mais, principalmente o nosso setor, a maneira como a gente joga e a maneira como a gente constrói as jogadas”, reconheceu Daniel.

“Então a gente tem que ser mais dinâmico. A gente tem que ter mais inspiração. A gente tem que ter mais criatividade, principalmente no último terço do campo, para que consiga furar equipes que jogam da maneira como Sampaio joga. O Sampaio não jogou contra o Guarani uma única vez. O Sampaio vem jogando dessa forma a competição toda e de uma forma bastante defensiva, jogando somente por uma bola e uma transição”, prosseguiu.

“A gente conseguiu controlar esse aspecto de não sofrer com a parte ofensiva do adversário, mas, infelizmente, a gente não esteve nos nossos melhores dias em termos de finalização e de estar definindo ali melhor a jogada em um passe ou em uma finalização para que a gente pudesse sair daqui com mais uma vitória. Volto a dizer: quando a gente não consegue vencer, estar sempre somando é importante”, arrematou.

TABELA

Em terceiro lugar com 23 pontos, Guarani volta a campo pela Série B do Campeonato Brasileiro neste sábado, 24 de julho, diante do Vasco da Gama, em São Januário, no Rio de Janeiro, às 21h.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top