Santos

Peres alega que inseriu R$ 10 milhões no Santos antes de ser afastado

Peres foi afastado no Santos (Ivan Storti/Santos)
— Continua depois da publicidade —

O Comitê Gestor do Santos alegou que colocou uma quantia total de R$ 10 milhões destinado para a folha de pagamento e o reembolso da redução salarial dos jogadores durante a quarentena entre abril e junho.

Foram R$ 7 milhões provenientes da venda de jogadores (Everson e Eduardo Sasha), por exemplo, além de R$ 3 milhões destinados do contrato com a Turner.

Peres também espera que este valor ainda siga o mesmo caminho do planejado embora o comando agora seja de Orlando Rollo, que se reuniu com dirigentes, candidatos de chapas à presidência e até com alguns torcedores para avaliar o orçamento do Peixe. O resultado, como esperado, não foi animador.

As principais dívidas são com Hamburgo-ALE e Huachipato-CHI. A primeira é a mais crucial, porque dura quase quatro anos, além de impedir do Santos registrar novos atletas. Rollo, inclusive, busca por dois interlocutores para tentar saldar os débitos.

Para saber tudo sobre o Santos, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

To Top