São Paulo

Perto de estrear na Libertadores, Diego se diz preparado para o River

FOTO: Rubens Chiri / saopaulofc.net
— Continua depois da publicidade —

Em meio ao caos, veio a oportunidade. Depois, a titularidade. Desde a estreia como titular da zaga, na vitória por 1 a 0 fora de casa diante do Sport pelo Campeonato Brasileiro, já são sete jogos em sequência para Diego Costa, zagueiro do São Paulo. Aos 21 anos, o defensor terá um novo desafio: estrear na Taça Libertadores da América contra o River Plate, adversário da equipe brasileira nesta quinta-feira (17).

No dia 23 de agosto, o São Paulo encarou o Sport na Ilha do Retiro. A equipe de Fernando Diniz vinha de uma vitória contra o Fortaleza na estreia do Brasileirão, mas de derrota no Rio de Janeiro para o Vasco e empate contra o Bahia no Morumbi, além da eliminação para o Mirassol três semanas antes pelo Campeonato Paulista. Foi a primeira oportunidade de Diego como titular no Tricolor. Desde então, o zagueiro não saiu mais. Fruto de muito trabalho, na visão do jogador, em entrevista para a SPFCTV.

– Trabalho bastante. Eu e o Léo (Pelé, improvisado na zaga e parceiro de defesa) temos trabalhado bastante para dar segurança na saída de bola e também na marcação.”

Agora, o zagueiro tricolor foca a Libertadores, uma competição que ele vai disputar pela primeira vez como profissional. E apesar da pouca idade, Diego já sabe o peso dos próximos jogos para a equipe.

– Eu acho que é muito importante a gente ganhar esses dois jogos (River dia 17 e LDU dia 22), então eu acho que tem um peso e a gente também vai entrar mais concentrado, vai estar mais junto para trazer duas grandes vitórias […], acho que o River é uma grande equipe, mas a gente tá preparado para jogar contra o River ou contra qualquer outra equipe. A gente vai entrar e fazer o nosso trabalho, vai colocar o que o (Fernando) Diniz vem passando” afirmou.

Diego também comentou sobre a ausência de público nas arquibancadas do Morumbi. O zagueiro destacou o apoio do torcedor e relembrou a vitória são-paulina na última partida da Libertadores, coincidentemente a última vitória Tricolor diante do seu torcedor.

– A gente sabe que não vai ter o nosso torcedor em casa, mas pela Internet eles tentam mandar bastante mensagem. Eu não acompanho tanto, mas a minha família me fala […], a minha maior lembrança da Libertadores foi o jogo contra a LDU (vitória do São Paulo por 3 a 0 em 11 de março), a gente foi jogar e o torcedor lotou a casa, na entrada do Morumbi nós sentimentos o torcedor sem próximo, apoiando o tempo todo e nós fizemos um baita jogo e ganhamos o jogo também”, disse.

Para saber tudo sobre o São Paulo, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram Facebook!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo