Futebol Internacional

Piqué garante: ‘Se Koeman não me quiser, vou me aposentar’

FOTO: DIVULGAÇÃO / BARCELONA

O zagueiro espanhol Gerard Piqué se mostrou bastante empolgado em disputar a sua 14ª temporada com a camisa do Barcelona. Em entrevista ao jornalista Ibai Llanos, o defensor de 34 anos abriu o coração e demonstrou todo o seu carinho e identificação com o clube catalão. Mesmo que não pense em largar o futebol nesse momento, Piqué garantiu que tudo depende da vontade do técnico Ronald Koeman. Assim, o jogador foi irredutível ao dizer que prefere se aposentar do que ter que jogar por outro clube.

— No dia em que eu parar de jogar pelo Barcelona, ​​deixarei o futebol, nunca irei para outro time. Se Koeman me disser que não me quer, então acabou. Vou me aposentar. Sou simplesmente apaixonado por jogar pelo Barça e agora não teria motivação para defender outra camisa — disse Piqué, completando que não sairia do clube nem mesmo por uma oferta irrecusável.

— Não iria embora porque neste momento da minha carreira, não é uma questão de dinheiro. Não tem preço estar em casa. Tenho a minha família, amigos e no clube da minha vida… Isso não tem preço. Mais dinheiro não te dá mais felicidade. Aqui temos de tudo. No final você tem que encontrar a sua felicidade e, para mim, é isso — garantiu Piqué.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Bastante identificado com o Barcelona, o defensor também comentou sobre as movimentações do clube no mercado da bola. Recentemente o Barça perdeu a disputa com o Paris Saint-Germain e viu o volante Georginio Wijnaldum optar por defender o clube francês, após deixar o Liverpool com o término de seu contrato.

— Eu nem sabia que o Wijnauldum estava quase fechado. Se no final ele foi para o PSG, a decisão é dele e deve ser respeitada. O clube não informa como estão as negociações com um ou outro jogador — garantiu Piqué, também admitindo que gostaria de ver Haaland vestindo a camisa do Barcelona.

— Não tenho ideia se o clube tem esse interesse e até mesmo como está a situação, mas não tenho dúvidas de que gostaria que ele viesse. Os grandes jogadores precisam jogar no Barcelona e ele é um que teria essa capacidade. É uma decisão que o clube precisa tomar e eles saberão o que fazer — finalizou Piqué.

Mesmo com o Barcelona passando por um processo de reformulação, Piqué deve permanecer no elenco que será comandado pelo técnico Ronald Koeman. Aos 34 anos, o defensor começa a sofrer com uma série de lesões, mas ainda é considerado um jogador importante para o elenco. Não apenas dentro de campo, mas Piqué também tem conseguido auxiliar na formação dos atletas mais jovens.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top