Campeonato Carioca

Prefeito do Rio não garante volta do público aos estádios no dia 10 de julho

Foto: Divulgação/Prefeitura

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, informou nesta terça-feira, que a volta das torcidas aos estádios de futebol, mesmo com o máximo de um terço da capacidade de público, não está mais garantida a partir do dia 10 de julho. Em coletiva, Crivella disse que, desde o anúncio da flexibilização por fases, poderia alterar medidas, conforme o contexto. O prefeito destacou que, embora o Conselho Científico tenha se baseado em indicadores favoráveis na luta contra a covid-19, outros fatores devem ser levados em conta.

– Não está garantido que no dia 10 de julho haverá torcida. Estamos analisando, pedindo ajuda para a Polícia Militar, para garantir que todos os torcedores estejam de máscara e que no transporte público não haja aglomeração. Estamos também fazendo nossas pesquisas para saber como o público encara isso. A fiscalização é fundamental e é ela que vai conter eventuais excessos, loucuras e imprudências. Assim que a gente tiver a garantia de que vai poder voltar com um terço da torcida sem correr riscos, a gente vai avisar – afirmou Crivella.

+ Prefeitura do Rio libera público nos estádios de futebol a partir de 10 de julho

+ Governo mais perdido do que o do Rio de Janeiro não existe

A Federação de Futebol do Rio de Janeiro emitiu nota nesta terça e informou que, diante do pouco tempo restante para o fim do Carioca, o retorno do público aos estádios só deverá acontecer no Campeonato Brasileiro.

O texto, com as chamadas “regras de ouro”, prevê escalonamento de horários para chegada ao estádio já no ingresso vendido – com proibição de acesso caso o torcedor não cumpra o determinado -, orientação de torcedores para ocupação de assentos sinalizados nas arquibancadas e máscaras obrigatórias em todos locais.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo