Corinthians

Presidente da Ponte Preta fala sobre situação de Ivan, alvo do Corinthians

Presidente da Ponte Preta fala sobre situação de Ivan, alvo do Corinthians
Ivan, com a camisa da Ponte Preta. Foto: Reprodução/Mercado do Futebol

O Corinthians segue analisando de longe a situação do goleiro Ivan, da Ponte Preta. Assim, o presidente da Macaca, Marco Antônio Eberlin, falou em entrevista coletiva nesta segunda-feira (10), sobre o interesse do Timão

Logo, de acordo com o dirigente, o clube do Parque São Jorge ainda não fez nenhuma proposta oficial pelo atleta, mas reconheceu que “possivelmente ele pode sair”. Eberlin também assumiu que a Ponte não irá lucrar com uma possível venda do goleiro, por conta de empréstimos feitos nas gestões passadas que deram o passe do jogador como garantia. Os valores estão em cerca de R$ 10 e R$ 12 milhões. 

“Dificilmente vamos obter qualquer lucro financeiro com a venda do Ivan. O Ivan, apesar dos direitos pertencerem à Ponte, a Ponte fez mútuos tendo como garantia a venda do Ivan. E esses mútuos não foram pequenos. É algo na ordem de R$ 10 milhões, R$ 12 milhões. Então dificilmente vai aferir algum valor com a venda dele, e muito menos tem controle da saída. Diante da categoria dele, da procura que existe, o Ivan possivelmente pode sair, mas até a tarde desta segunda-feira, oficialmente, não fui procurado ainda pela diretoria do Corinthians”, afirmou Marco Antônio Eberlin

Aos 24 anos, Ivan tem contrato com a Ponte Preta até abril do ano que vem. A Macaca detém 100% dos direitos econômicos do goleiro, mas os valores estão comprometidos devido a empréstimos anteriores que o clube pegou.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook  

De uma maneira simples, seria como se Ivan fosse um “cheque especial” da Ponte Preta. Seus representantes são a Elenko Sports, do empresário Fernando Garcia, que possui bom relacionamento com o Corinthians

A contratação de Ivan é vista com bons olhos pela diretoria e comissão técnica do Timão, por ele poder ser uma sombra ao Cássio. Afinal, o reserva imediato, Matheus Donelli, possui apenas 19 anos e não teria a “casca” de um goleiro experiente para substituir o camisa 12. 

Sem assumir publicamente, o Corinthians buscou informações sobre Ivan e as conversas seguem em andamento com os seus agentes. Outro ponto que o Timão avalia junto do seu setor jurídico, é de que em caso da compra do goleiro, o clube poderia assumir alguma dívida devido aos imbróglios da Ponte

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top