Coritiba

Presidente do Coritiba fala sobre planejamento a longo prazo e novo espaço destinado aos torcedores

Divulgação/Coritiba

Na última quinta-feira (16), o Presidente do Coritiba, Juarez Moraes e Silva, cedeu uma entrevista à Rádio Banda B onde comentou sobre diversos assuntos. Inicialmente comentou sobre os 92% de chance de acesso do Verdão para a Série A, que é um número expressivo, mas que o time não pode vacilar, pois este percentual pode despencar. É uma estatística relativa que se baseia no que foi feito anteriormente.

Ao ser questionado sobre a virada de chave que o Coritiba teve após a péssima campanha feita no Campeonato Paranaense e a escolha de ter mantido o técnico Gustavo Morínigo após a eliminação, Juarez rasgou elogios ao treinador e disse que o que aconteceu com o Coxa no estadual foi um episódio a parte e que o elenco estava em construção. Disse também que algumas peças que hoje são essenciais na disputa da Série B, como o zagueiro Henrique, ainda não tinha chegado ao clube.

Para saber tudo do Coritiba siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook

O entrevistador Osmar Antônio perguntou ao Presidente sobre a cobrança dos torcedores porque, para muitos, ganhar o jogo significa que está tudo certo e não precisa de mudanças, e caso não ganhe, são necessárias mudanças imediatas e Juarez respondeu dizendo que o planejamento estratégico que o Coritiba montou para esta gestão é de longo prazo:

— A nossa ideia é fazer uma reestruturação administrativa, financeira, operacional, fiscal e da dívida olhando o Coritiba do futuro. Alguns fatores que estão acontecendo que vão agilizar esse processo, tipo a última lei votada no Congresso que já é lei vigente, que é a lei da SAF (Sociedade Anônima do Futebol) que leva o clube empresa efetivamente, sem que a associação clube de futebol perca o controle mas que você pode trazer investidores, estabelece níveis de governança de primeira linha, o que também atrai recursos. É um plano diretor visando 15 anos com implementação na nossa primeira etapa que seriam esses três anos. – respondeu o Presidente Coxa-Branca.

Mais uma vez comentou sobre o crescimento no número de associados, mas que ainda não é o suficiente pelo tamanho do clube. O Presidente completou falando que os sócios devem deixar o time autossuficiente no que diz respeito ao seu custeio. Ele acredita que, caso o acesso à Primeira Divisão se concretize, terá uma alavancagem nos sócios, e ousa dizendo que espera ultrapassar o número de associados no final do ano em comparação aos bons anos de 2011 e 2012.

Foi perguntado também sobre a fama de clube “que vende barato”, após algumas péssimas negociações feitas no passado. Juarez disse que o Coritiba é um time formador mas que não sabe aproveitá-los e nem vende-los. Ressaltou que é necessário valorizar a base e não queimá-los em momento complicados como este. Completou dizendo que após a conquista da Copa do Brasil Sub -20, receberam muitas ofertas por vários jogadores, mas por um preço muito abaixo do esperado e por isso não deram ouvidos, e que estes meninos irão integrar gradativamente o elenco profissional, na medida que estiverem prontos.

E por último, Juarez contou os planos para o novo espaço destinado aos torcedores. No lugar onde era a antiga churrascaria Alto da Glória, anexa ao Couto Pereira, será feita uma Mega Store, um bar gastronômico e um museu.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top