Internacional

Presidente do Internacional e auxiliar de Ramírez são denunciados no TJD-RS

Reprodução/Internacional

Na noite da última segunda-feira (12), Alessandro Barcellos, presidente do Internacional, e Martín Anselmi, auxiliar de Miguel Ángel Ramírez, foram denunciados no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RS) por incidentes relacionados aos dois últimos jogos do clube no Gauchão. O julgamento está marcado para quinta-feira (15), às 15h30, na sede do TJD-RS.

O mandatário Colorado foi denunciado por desrespeito à arbitragem durante o empate do Internacional com o São José por 0 a 0. Enquadrado no artigo 258, inciso 2, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva, ao “desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões”, Barcellos pode receber punição de 15 a 180 dias.

Anselmi, por sua vez, assinou a súmula na derrota por 1 a 0 no Gre-Nal 430 como preparador de goleiros. O auxiliar foi denunciado no artigo 234, por “inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que deveria ser escrita, para o fim de usá-lo perante a Justiça Desportiva ou entidade desportiva”. A punição é de 180 a 720 dias, além de multa de R$ 100 a R$ 100 mil, com eliminação na reincidência. Porém, se a infração for cometida por um integrante da comissão técnica, a pena é ampliada no artigo para no mínimo 320 dias.

O observador técnico Rodrigo Weber, além de Alessandro Barcellos, também foi enquadrado no artigo 258. Assim como o presidente do Inter, Weber teve seu nome registrado na súmula do árbitro Daniel Nobre Bins, que apitou Internacional 0 x 0 São José, no Beira-Rio.

Para saber tudo do Internacional, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. E se inscreva no nosso YouTube!

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top