Corinthians

Pressionado, Tiago Nunes pode estar à prova de fogo no clássico

Rodrigo Coca/Agência Corinthians
— Continua depois da publicidade —

Com nove meses de trabalho, salvo o período de paralisação, Tiago Nunes sofre o período de maior instabilidade no cargo. O treinador tem recebido muitas cobranças em relação ao desempenho apresentado e, por consequência, à falta de resultados. Nesta quinta-feira (10), o clássico contra o Palmeiras, em casa, será a prova de fogo.

O Corinthians contabiliza em 2020: 27 jogos, 10 vitórias, 10 empates e sete derrotas. Logo no início da temporada, a eliminação na Pré-Libertadores amargou o começo do trabalho de Tiago Nunes, mas seu cargo não balançou.

Depois, até a paralisação do futebol, o Corinthians não conseguia muitos resultados positivos no Campeonato Paulista, mas o desempenho tinha perspectiva de melhora. Quando o futebol retornou, Tiago abdicou de algumas convicções para conseguir resultados que salvassem o Alvinegro no Paulistão, e funcionou em certo ponto: o time era cogitado ao rebaixamento, se classificou para o mata-mata e perdeu a final nos pênaltis para o Palmeiras, sendo vice-campeão.

A problemática no Brasileirão

Quando começou o campeonato nacional, uma parte da torcida que já amargurava a queda na Pré-Libertadores e a derrota para o Palmeiras na final do estadual, questionou ainda mais a continuidade do trabalho do treinador ao perder de 3 a 2 para o Atlético-MG e empatar com o Grêmio, ambas partidas fora de casa.

A primeira vitória no Brasileirão veio justamente em casa, quando o time superou o Coritiba. Depois disso, o Corinthians empatou, perdeu, ganhou e empatou de novo, mostrando muita irregularidade nesse início do Campeonato Brasileiro.

Com um jogo a menos, o Timão, junto ao Flamengo, tem o segundo melhor ataque e a pior defesa até aqui, são 11 gols feitos e 10 gols sofridos. Com o mesmo número de gols tem Atlético-MG e Vasco, que só foram vazados cinco vezes, ou seja, são as melhores defesas e, juntos aos já citados, também o segundo melhor ataque.

Isso demonstra um claro desequilíbrio entre os setores defensivos e ofensivos e a desorganização em campo. Assim, Tiago Nunes tem um sério problema para encontrar um padrão de jogo e constância evolutiva.

A pressão do Derby

Nesta quinta-feira (10), o Corinthians recebe o Palmeiras na Neo Química Arena, às 19h15. Em caso de derrota do Timão, Tiago Nunes sofre o risco de perder o cargo, sobretudo pela pressão por resultado.

Leia também: Corinthians inicia preparação para o Derby de quinta-feira

Para saber tudo sobre o Corinthians, siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitter Facebook.

Um comentário

Um comentário

  1. Pingback: Tiago Nunes tem início inferior às sete primeiras rodadas de Carille em 2019 – Jornal Fogo Cruzado DF | My WordPress Website

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo