Campeonato Brasileiro

Rafael Ramos, jogador do Corinthians, volta a negar uso de termo racista

O lateral-dreito Rafael Ramos, jogador do Corinthians, voltou a negar que tenha usado algum termo racista contra Edenílson, do Internacional

O lateral-direito Rafael Ramos, jogador do Corinthians, esteve nesta terça-feira (31), na sede do Tribunal de Justiça Desportiva, de São Paulo, para prestar depoimento sobre a denúncia de ofensas racistas feitas por Edenílson, atleta do Internacional.

Rafael esteve acompanhado do gerente de futebol Alessandro Nunes e do advogado Daniel Bialski, contrato pelo Corinthians para conduzir a defesa do jogador.

Durante entrevista coletiva para a imprensa, o advogado afirmou que o lateral voltou a negar a ofensa racial, e contou que a palavra “macaco” não é utilizada em manifestações preconceituosas em Portugal.

“Uma coisa importante que ele disse hoje, que precisa ser muito ressaltada. É que em Portugal, conforme ele mencionou, não se faz esse tipo de comentário quando se quer falar algo preconceituoso, e ele desconhecia que isso era utilizado no Brasil”, disse Bialski.

O advogado informou que um laudo com declarações em defesa do jogador corintiano será juntado aos autos.

O inquérito é conduzido por Paulo Feuz, auditor Pleno do STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva), e irá escutar a versão de Edenílson no próximo dia 6.

O jogador do Corinthians pode ser enquadrado no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que pune atos discriminatórios. A pena é de cinco a dez partidas, com multa que pode chegar até R$100 mil reais.

O atleta também se defende na esfera Criminal, em investigação conduzida pela Polícia Civil de Porto Alegre.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top