Cruzeiro

Ramon elogia novo comandante do Cruzeiro: ‘Felipão dispensa comentários’

Ramon vê a vinda de Felipão como um grande reforço para o Cruzeiro Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
— Continua depois da publicidade —

Em entrevista ao canal oficial do Cruzeiro no Youtube, neste domingo, o zagueiro Ramon comentou a chegada do novo técnico, Luiz Felipe Scolari. Segundo o jogador, Felipão é um grande reforço para a Raposa.

— Felipão dispensa comentários. A carreira dele fala por si só. É um cara que vai nos ajudar muito dentro e fora de campo, pela sua experiência de um treinador nível seleção mundial. Então, com certeza, ele vai agregar muito para conseguirmos o nosso objetivo na temporada.

Para Ramon, o treinador já chega tendo missão difícil diante do Operário, próximo adversário da Raposa na Série B. O zagueiro ainda ditou o posicionamento ideal para o time embalar na competição: não lamentar e buscar os três pontos.

— Será um jogo difícil, como qualquer outro, ainda mais na casa deles. Eu pude jogar o ano passado lá e sei o quanto é difícil jogar lá. Eles conhecem muito bem. Temos que entrar ligados do começo ao fim porque todos os jogos da Série B são complicados e não adianta a gente ficar lamentando, porque as rodadas estão passando e a gente precisa urgentemente dos três pontos —, declarou.

DEFESA SÓLIDA

Ramon destacou a importância de o time manter-se bem postado defensivamente, a fim de evitar gols, o que, na visão do atleta, se caracteriza como um gingatesco passe rumo à vitória.

— Trabalhamos durante a semana para que a gente erre o mínimo possível. Creio que o time todo está compreendendo agora o momento que a gente está vivendo. Quanto menos gols a gente toma, mais chance a gente tem de conseguir a vitória. Acredito que estamos treinando bem e conseguindo colocar dentro de jogo tudo que tem sido passado para nós. E isso é fundamental para que a gente possa tomar o mínimo possível de gols.

IMPROVISADO!

O zagueiro atuou na última partida, contra o Juventude, improvisado no meio-campo como volante. Porém, Ramon não estranhou e, inclusive, disse se sentir à vontade na posição a qual lhe foi atribuída pelo então técnico interino Célio Lúcio.

— Eu já vinha atuando como volante em jogo com o Ney Franco também. Eu tenho na minha carreira alguns jogos como volante. E ele pediu só que como a minha característica é mais defensiva, que eu não subisse tanto e defendesse bem a frente da área. E eu pude fazer isso no primeiro e no segundo tempo. Acredito que o time ficou bastante seguro na perte defensiva. O Célio por ser zagueiro passou para nós as informações necessárias para que não cometessemos nenhum erro. E, graças a Deus, deu tudo certo, mas temos que focar agora no próximo jogo, porque precisamos dos três pontos o mais rápido possível —, relatou.

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

To Top