Bastidores ENM

Record paga primeira parcela da cota de TV aberta pelo Carioca 2021; veja valores

Flamengo levantou o Carioca 2021 no último sábado (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

POR DAVID NASCIMENTO E MATHEUS COSTA

Na última sexta-feira, um dia antes do fim da edição 2021 do Campeonato Carioca, a Record TV começou a efetuar o pagamento dos valores referentes aos direitos de transmissão em TV aberta. O Esporte News Mundo teve acesso a documentos que a emissora informa o início do pagamento aos clubes, a ser realizado em duas parcelas: a primeira neste mês e a segunda no mês que vem.

Um dos documentos obtidos pelo ENM é relacionado ao Botafogo. Nele, a Record afirma que no total R$ 288 mil foram destinados ao clube pelos direitos de transmissão neste ano do Estadual em TV aberta. A primeira parcela, no valor de R$ 72 mil, já foi paga na última sexta-feira. A segunda parcela, no montante de R$ 216 mil, será paga em junho deste ano.

Trecho do documento da Record informando pagamentos ao Botafogo pelo Carioca em TV aberta em 2021 (Foto: Reprodução)

Os valores referentes aos direitos de transmissão do Carioca de 2022 serão pagos somente no próximo ano, não cabendo hipótese de antecipação. No próprio caso do Botafogo, por exemplo, todo o valor oriundo da Record já está comprometido por meio de penhoras na Justiça.

Os quatro clubes grandes – Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco – ficaram por dividir igualmente 60% do valor líquido referente aos direitos de transmissão na TV aberta. Os 40% restantes ficaram para divisão entre os clubes pequenos, também igualmente – o que dá menos de R$ 100 mil para cada clube. O total oriundo da rede de televisão para divisão entre os clubes não chegou na primeira temporada do acordo a nem R$ 2 milhões.

Um ponto importante a destacar é o de que as premiações, anteriormente previstas, não serão pagas aos finalistas do Campeonato Carioca e da Taça Rio. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), responsável por esses pagamentos, informou que a expectativa não foi atingida do valor global de arrecadação da competição neste primeiro ano de novo modelo de negócio, após a saída da transmissão do Grupo Globo.

Nos bastidores, com exceção do Flamengo, que levou um elevado valor por meio do seu sistema de pay-per-view do Carioca, há clima de insatisfação com os valores finais a serem recebidos, por todas as plataformas, devido aos direitos de transmissão do Campeonato Carioca deste ano. Há a expectativa de que para 2022 sejam tentados aditivos, em uma nova negociação do formato de olho na diminuição da discrepância entre os clubes.

No total pelo atual contrato, a Record desembolsou R$ 11 milhões pelo Campeonato Carioca deste ano, e desembolsará mais R$ 15 milhões para a transmissão no ano que vem – totalizando R$ 26 milhões pelos dois anos de vínculo. Entretanto, a maior parte deste montante não vai para os clubes, e sim no pagamento da operação do PPV do Estadual na TV por assinatura. Ainda deste valor, há uma parte destinada à Ferj e impostos.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top