Mais Esportes

Recurso de Djokovic é recusado e tenista não jogará o Australian Open

Djokovic
Divulgação/Australian Open

Depois de dias de indefinição, Nova Djokovic está fora do Australian Open. O tenista teve o recurso negado pela justiça australiana para disputar o torneio e foi confirmado como desfalque da competição. De acordo com o posicionamento da Justiça, a posição antivacina do sérvio pode ser um problema para o país por conta do status de celebridade.

Djokovic estava planejado para estrear no Australian Open nesta segunda-feira contra Miomir Kecmanovic, mas na sexta-feira teve o visto cancelado pelo governo australiano. Para entrar no país é necessário ter o passaporte da vacina, algo que Novak não possui por não ter se vacinado. No entanto, o número 1 do mundo teve concedido uma exceção médica pelos organizadores do Aberto.

Apesar de não poder disputar, o tenista não teve autorização para ser deportado e entrou com recurso para jogar o torneio. A decisão, que aconteceu em Melbourne, foi composta por três juízes que votaram pela exclusão definitiva do sérvio na competição.

Durante nove horas de julgamento, as duas partes trocaram argumentações porquê Djokovic deveria ou não disputar a competição. A defesa do tenista apontava que apesar de não ter se vacinado e ter contraído a Covid-19, o sérvio não teria feito campanha antivacina. Do outro lado, os juris acreditava que a posição de celebridade do atleta poderia endossar a posição “com ou sem razão” para que outras pessoas seguissem o mesmo caminho.

Sem Djokovic, o Australian Open segue como previsto e o italiano Salvatore Caruso, que havia sido eliminado anteriormente, herdará a vaga do sérvio. Ainda não está definido o horário do confronto nesta segunda, que estava pendente ao julgamento.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top