Campeonato Brasileiro

Braga perde para Flu e Barbieri ressalta: “A ideia era jogar mais por fora”

Helinho foi destaque na derrota diante do Fluzão. Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino
Helinho foi destaque na derrota diante do Fluzão. Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Neste domingo (26), o Red Bull Bragantino perdeu para o Fluminense por 2 a 1, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Maracanã. O Massa Bruta entrou em campo com a equipe reserva e não foi páreo para o Fluzão. Com gols de Fred e Luiz Henrique a equipe carioca saiu vitoriosa na rodada. Helinho descontou para o clube do interior paulista.

Com o resultado, o Toro Loko ocupa a 5ª posição na tabela, com 33 pontos conquistados. Em entrevista coletiva, Maurício Barbieri revelou porque poupou os titulares contra o Flu.

“A gente procurou escolher aqueles que vinham em melhor momento, tendo em conta que a gente tem um jogo complicado na quarta-feira e que seria importante preservar aqueles que habitualmente vem iniciando os jogos por conta do desgaste. Um jogo decisivo”, comentou.

Para saber tudo sobre o Massa Bruta, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram. Não se esqueça também de se inscrever no canal do Esporte News Mundo no Youtube.

Além disso, o jovem treinador fez uma análise do primeiro tempo muito abaixo do Braga e dá estratégia do time carioca de se defender e sair no contra-ataque.

“Acho que sim. A gente já sabia que eles tinham essa postura, que eles congestionam muito a entrada da área. E a gente sabia que a ideia era jogar um pouquinho mais por fora, para gerar cruzamentos, volumes e a partir daí eles iam ter que se abrir um pouquinho mais”, disse.

Por outro lado, o atacante Helinho se mostrou uma ótima peça de reposição e dá mostras de que vai brigar por uma vaga no time titular. Maurício Barbieri aprovou a boa atuação do jogador.

“Eu já tinha gostado muito da entrada do Helinho na quarta-feira, achei que ele entrou muito bem. Gostei também de muitos momentos da atuação dele hoje, é um jogador que vem crescendo novamente e continua sendo um jogador muito importante para gente”, revelou.

Na segunda etapa, o RB Bragantino realizou algumas trocas e melhorou no confronto. Entretanto, não conseguiu reverter o placar. Para o treinador, as orientações no intervalo aliada a entrada de Weverson surtiram efeito.

“Foram várias. A primeira, é que a gente tinha que evitar essa armadilha deles de querer forçar muito o jogo por dentro e perder as bolas ali numa zona que é complicado de reagir aos contra-ataques. A gente mudou também o sistema e a maneira da equipe funcionar e de se organizar. Além disso, mudou a atitude para conseguir circular um pouquinho mais rápido e gerar melhores chances”, enfatizou.

Por fim, o treinador do Red Bull Bragantino falou sobre o jovem Cristiano que teve oportunidade no duelo deste domingo.

“Por enquanto ele está treinando com a gente e permanece assim até o final da temporada. Eu acho que para uma estreia, um momento de pressão ele teve um bom comportamento. É claro que tem coisas a melhorar e evoluir. Acabou saindo muito mais por uma questão de cãibras no final, mas eu avalio como positiva a atuação dele”, encerrou.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top