Internacional

Com Coudet, reforços funcionam e se destacam no apoio: As laterais do Inter antes da parada

Ricardo Duarte/Internacional
— Continua depois da publicidade —

Buscando relembrar e atualizar a situação colorada, o Esporte News Mundo está produzindo uma série de reportagens abordando diversos âmbitos do futebol no Inter, pré e pós paralisação por causa do Covid-19. Após os goleiros e os zagueiros, neste domingo (12) o assunto abordado é os laterais.

Com a entrada de Eduardo Coudet, um detalhe ficou visível quanto aos jogadores de lado de campo. A chegada no ataque é sempre exigida pelo treinador argentino e já começou a dar frutos. O jovem Heitor, por exemplo, já conseguiu, nesta temporada, marcar seu primeiro gol na carreira. Os alas também foram responsáveis por dar três assistências para tentos.

Laterais Direitos

Pelo menos em número de jogos, o titular no lado direito é Rodinei. O jogador participou de 9 dos 15 confrontos. O detalhe aqui fica para a Libertadores, ele foi titular em todas as disputas na competição continental. Mesmo tendo feito uma ótima partida contra o Universidade Católica, do Chile, o atleta corre o risco de perder a posição. Isto pode ser resultado de um fato, o lateral ainda não conseguiu dar uma assistência. Apesar disso, deve ter seu contrato de empréstimo renovado. Todavia, o atleta é, junto de Cuesta e Musto, o jogador com mais interceptações no ano, 4 no total.

Contratado graças a sua boa relação com Eduardo Coudet, quando trabalharam juntos no Racing da Argentina, Renzo Saravia pode roubar a vaga de Rodinei. Com apenas 2 jogos pelo colorado, o lateral já deu 1 assistência e deixou o ex-atacante do Inter, Gustavo, duas vezes em ótimas condições de marcar, contra o Brasil de Pelotas. Na partida contra o São José, o argentino pouco apareceu. Entretanto, deve assumir a titularidade por causa de seu histórico com o treinador.

Garoto da base e titular em boa parte de 2019, Heitor perdeu espaço este ano. Com a contratação de Rodinei e Saravia, o jovem passou a ser a terceira opção pelo lado direito. Mesmo assim, já participou de 4 jogos e conseguiu seu primeiro gol como profissional. Provavelmente, seguirá tendo poucas chances de jogar.

Como quarta opção do elenco, e elevado ao profissional mais para ganhar experiência do que para atuar, aparece o jovem Vinicius Tobias. Com apenas 16 anos, já houve sondagens de clubes europeus pelo futebol do lateral. É improvável que ele apareça em campo ainda nesta temporada, deve jogar pelo sub-23 quando o futebol retornar.

Laterais Esquerdos

Na lateral-esquerda, a situação é relativamente parecida com a do lado direito. O titular da posição é um jogador contratado no começo da temporada. Moisés, que veio do Bahia, é um jogador forte fisicamente e veloz, características que agradam Coudet. O jogador já conta com 2 assistências no ano. Em fevereiro, chegou a ser afastado com problemas no tornozelo esquerdo, o que explica seu baixo número de jogos, apenas 6 como titular e 1 entrando no segundo tempo. Mesmo assim, é o vice-líder do time no quesito desarmes, com 17, ficando atrás apenas de Rodrigo Lindoso, que tem 21.

Assim como aconteceu com Heitor, pelo lado direito, o lado esquerdo também viu seu titular em 2019 perder a posição. Muito criticado pela torcida, Uendel começou a temporada em baixa, mas foi retomando a confiança com apoio da comissão técnica. Chegou inclusive a jogar em 4 dos 6 jogos na Libertadores. Uendel é o reserva imediato e deve ter várias oportunidades de mostrar seu futebol em 2020.

Contratado em julho de 2019, Natanael ainda não conseguiu uma sequência de jogos. Em mais de um ano no Beira-Rio, o jogador atuou em apenas 9 partidas. Até chegou a destacar-se na disputa contra o Brasil de Pelotas, este ano. Entretanto, tomou cartão amarelo nos dois confrontos em que fardou nesta temporada. Deverá jogar apenas em caso de lesão, ou suspensão, de Moisés e Uendel.

Mudança no elenco

No início de 2020, o quarto nome na fila de laterais esquerdos era o jovem Erik. Porém, isto mudou com a paralisação. O garoto foi vendido para o futebol árabe e abriu espaço para outro menino oriundo da base, Leonardo Borges. Campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2020, o atleta deve compor o elenco e, talvez, ganhará uma chance de atuar nas últimas rodadas do Gauchão, caso o colorado já esteja classificado.

No ano, o Internacional foi a campo em 15 oportunidades. Foram nove vitórias, cinco empates e apenas uma derrota. O aproveitamento é de 71,1%.

Para saber tudo do Internacional, siga o Esporte News Mundo noTwitterInstagram e Facebook.

Vários comentários

4 Comments

  1. Pingback: DNA ofensivo com Coudet: Relembre a situação dos volantes do Inter antes da parada

  2. Pingback: Relâmpago Marquinhos e garotos da base: Relembre a situação dos pontas do Inter antes da parada

  3. Pingback: Artilharia e movimentação constante: A situação dos atacantes do Inter antes da parada - Esporte News Mundo

  4. Pingback: Ruptura do modelo de jogo: Relembre a situação de Eduardo Coudet no Inter antes da parada

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo