Futebol

Retorno do futebol na Espanha divide opiniões entre os jogadores

RAKITIC É UM DOS JOGADORES QUE SE MOSTROU FAVORÁVEL AO RETORNO DO FUTEBOL (FOTO: DIVULGAÇÃO)

A Espanha, um dos países mais afetados com o novo Coronavírus, planeja a retomada do futebol e, nesta segunda-feira, alguns treinementos individuais já começaram. No entanto, o retorno do futebol ainda não é uma unanimidade entre os jogadores. Enquanto alguns atletas preferem se resguardar um pouco mais, outros estão ansiosos para a volta dos jogos.

O meia Rakitic, do Barcelona, faz parte do grupo que não vê a hora de a bola rolar. Ao citar os riscos de um retorno, o jogador lembrou que profissionais de outras áreas também estão em risco, principalmente os dos serviços essenciais.

“Quero jogar. É evidente que devemos tentar voltar com a maioria das garantias sanitárias, mas devemos saber que nunca vão ser 100%”, disse o croata ao jornal Marca. “É o mesmo risco que vão ter todos os trabalhadores na volta à rotina. Empregados de supermercados também usam vestiários e têm as mesmas possibilidades ou mais de contaminação que nós. Eles assumem esse risco e eu quero assumir também”, disse Rakitic.

No elenco do Valencia, o zagueiro brasileiro Gabriel Paulista já se manifestou contrário ao retorno do futebol no momento. O clube espanhol sofreu bastante com o novo Coronavírus e pelo menos 15 atletas do elenco, além de 10 funcionários, foram contaminados.

“Não quero que, por precipitação ou pressão financeira, que podemos entender, mas nunca priorizar acima das questões mais fundamentais, qualquer membro da família, amigo, colega de trabalho ou profissão possa ficar doente ou morrer. Amo o futebol, amo jogar, amo o meu clube e sempre queremos dar felicidade aos torcedores, mas também, e acima de tudo, amo e respeito a vida de todo ser humano”, falou Gabriel Paulista em sua conta no Instagram.

O último jogo oficial válido pelo campeonato espanhol aconteceu no dia 8 de março, pela 27ª rodada da competição. Até o momento o Real Madrid lidera com 58 pontos seguido de perto pelo Barcelona, que está em segundo com 56.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top