Ceará

Richardson é apresentado pelo Ceará e revela que conversa com o presidente foi fundamental para retorno ao clube

Felipe Santos / Ceará SC

Richardson foi apresentado pelo Ceará nesta segunda-feira (10), no Centro de Treinamento de Porangabuçu. O volante vestirá a camisa de número 7. Após ser apresentado, Richardson concedeu entrevista coletiva e iniciou o discurso enaltecendo o Ceará, se declarando como torcedor do clube.

– Hoje eu sou torcedor do Ceará. Passei três anos fora, mas acompanhando, sempre que possível. Eu chego até a me emocionar em estar aqui porque eu participei da transição e ver o clube como está hoje é especial para todos os torcedores e principalmente para a gente. Foi o Ceará que mudou a minha vida. E fica essa satisfação de poder estar retornando mais experiente, com um pouco mais de rodagem, no meu auge fisicamente, com a idade propícia para estar jogando em alto nível, então pode ter certeza que eu vou me dedicar muito para estar cada dia evoluindo junto com meus companheiros – disse.

LEIA MAIS | Iury Castilho e outros dois jogadores do Ceará testam positivo para Covid-19

Antes de ser anunciado, Richardson afirmou que estava muito tentado a continuar no futebol japonês, mas que uma conversa com o presidente do Ceará, Robinson de Castro, fez o atleta mudar de opinião e retornar ao Brasil. 

– Existia a possibilidade de permanecer no Japão, mas se eu estou aqui é por decisão minha também. Eu estava muito aberto a negociar e quando pintou o Ceará, foi diferente. O presidente me ligou e disse ‘bote a mão no seu coração e volte para a sua casa’, e aquilo mexeu um pouco comigo, então era questão de tempo eu estar voltando. Estou feliz e muito ansioso para jogar de novo com essa camisa e rever o torcedor – comentou.

Para saber tudo sobre o Ceará, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Richardson encerrou a coletiva se dizendo orgulhoso de poder vestir novamente a camisa do Ceará, comentando sobre sua primeira passagem pela equipe e que retorna com ainda mais maturidade ao clube.

– Vestir a camisa do Ceará sempre foi especial, independente da competição. Cheguei em 2016 em um momento de interrogação sobre a possibilidade de evolução do clube e ele conseguiu. Joguei a Série B e a Série A aqui, depois joguei fora por três anos, mas vai ser muito especial jogar uma competição internacional aqui no Ceará. Temos de ter a noção de que seremos cobrados por uma grande campanha e vamos nos dedicar para isso. É especial voltar ao clube em um momento de uma evolução tão grande e o meu intuito é ajudar – finalizou.

O Ceará estreia na temporada 2022 no próximo dia 29 de janeiro, pela Copa do Nordeste, quando encara o Sergipe, em Aracaju.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top