São Paulo

Rogério Ceni assume responsabilidade e fala sobre virada sofrida pelo Palmeiras: ‘eu também vaiaria se estivesse na arquibancada’

Rogério Ceni assume responsabilidade e fala sobre virada sofrida pelo Palmeiras: ‘eu também vaiaria se estivesse na arquibancada'
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

O São Paulo recebeu o Palmeiras na última segunda-feira (20) no Morumbi e foi derrotado por 2 a 1 de virada, com gols de Gustavo Gómez e Murilo e Patrick que abriu o placar para a equipe Tricolor. Com o resultado, o São Paulo perdeu a sequência de 14 jogos de invencibilidade no Morumbi.

Após a derrota de virada, os torcedores que estavam presentes no Morumbi vaiaram o time e chamara a equipe de ‘sem vergonha’.

– A vaia se dá pela frustração de ter tomado dois gols no final. Se acaba o jogo 1 a 0 o torcedor voltaria feliz. Vaiar é o mínimo de direito que ele tem. Ninguém se conforma. Eu não vou dormir. Eu vou embora frustrado, se eu estivesse lá em cima (arquibancada) eu também vaiaria, pelo inconformismo. Estou inconformado pelo jeito que foi e como aconteceu. Amanhã eu tenho que trabalhar e tentar fazer tudo de novo – comentou o treinador.

Já sendo criticado pelos torcedores pela queda de rendimento na segunda etapa, o técnico Rogério Ceni comentou sobre o desempenho da equipe no final do jogo.

-Pois é e hoje foi nos acréscimos. Acho que fizemos um bom jogo e perdemos nos acréscimos em duas bolas paradas, o que trabalhamos bastante. Como que pode tomar sete gols em sete jogos somente no segundo tempo? Vamos tentar descobrir – comentou Rogério.

A única derrota do São Paulo em casa era para o Palmeiras, que aconteceu no dia 10 de março pelo Campeonato Paulista. A equipe de Ceni terá pela frente na quinta-feira mais um duelo contra o rival e no mês que vem, o jogo de volta pela Copa do Brasil. O treinador comentou o que carregar dessas duas partidas para os próximos.

+ Para saber tudo sobre o São Paulo, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram

– Um episódio já faz parte do passado e o de hoje não sei nem o que dizer. Por mim não estaria nem aqui devido a situação. Foi um jogo bem planejado, tem momentos que contra eles tem que se defender e assim fizemos. No momento que escolhemos ter um time mais alto possível porque achamos que eles iam jogar bola na área, tomamos dois gols. O que vou explicar? O jogo, dentro do que nós temos (no elenco), foi colocado de maneira correta. Taticamente foi bem feito, e aí você escolhe como quer analisar. Um time que estava vencendo até o minuto noventa, ou o time que perdeu gol por duas bolas aéreas nos acréscimos. A responsabilidade é minha. Isso eu carrego para mim. O que tinha que ser feito dentro das possibilidades que nós tínhamos, foi feito – finalizou Rogério.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top