Lutas

Rose Namajunas diz não concordar com resultado de luta na UFC 274

Numa das lutas menos movimentadas do UFC 274, Rose Namajunas viu o cinturão dos palhas sair de suas mãos e ir para as de Carla Esparza, que venceu na decisão do juízes o segundo confronto entre ambas na categoria. Um resultado ao qual a ‘Thug Rose não concordou em nada.

A agora ex-campeã disse na coletiva pós-luta que não concordou com a decisão dos juízes de dar à rival a vitória e o cinturão da categoria. Ao analisar o combate, Namajunas julgou ter feito um desempenho que lhe renderia o triunfo sem maiores problemas

– Eu venci a luta. Eu me mantive na estratégia. Se eu consegui acertar mais golpes, também a derrubei. Nenhuma das quedas dela me manteve lá embaixo, Sim, ela me atingiu, talvez um bom soco dela e outro que a Carla bateu com o antebraço no meu nariz quando estávamos nos levantando, Mas, fora isso, apenas uns chutes baixos dela e só isso – argumentou a lutadora.

LEIA TAMBÉM

+ Dana White sugere atitude inusitada depois de polêmica com balança no UFC 274

+ Charles do Bronx revela choro do pai e ironiza críticas após problema na pesagem

Os cinco rounds do combate entre Esparza e a ‘Thug Rose’ foram de quase nenhuma ação no octógono, salvo por pouquíssimos momentos ofensivos. Mesmo diante de tal panorama, a ex-dona do cinturão crê que foi a que mais teve ação ofensiva na luta do sábado, mesmo sem sequer ter usado a força e a pressão de duelos anteriores,

– Senti que consegui os maiores anos, tive mais controle. Sinto orgulho por ter me mantido na estratégia. Porque sei que a Carla usa os truques dela e tenta fazer com que vão para cima dela. Eu decidi que não, porque já tive minhas guerras, quebrei meu nariz, sangrei no octógono. Então, mantive minha estratégia e ela não teve nenhum ataque. Nenhum golpe dela me pegou forte. então acho que venci – comentou Namajunas.

– Ainda estou tentando entender isso e não quero soar como a ‘má perdedora’. Mas há coisas que tento aprender em cada luta. Acho que eu poderia ter sido mais ofensiva, capitalizar mais. Mas eu sentia meu pé escorregar toda vez que andava. Então decidi ficar na estratégia. Respeito a Carla e o que ela fez. Mas, ao mesmo tempo, me pergunto como alguém pode ser campeã lutando assim? – completou.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top